Herb Ritts
Back Flip, Paradise Cove, 1987

31.07.01
Biography, com Fred Gwynne,  o Frankenstein de Os Monstros. Nunca pensei nele como alguém que tivesse um rosto ou o nome. Ele era o Frankenstein e pronto. Soube coisas. Ficou dois anos no seriado, que entrou em decadência com a estréia de Batman. Se sentiu aliviado ao abandonar o papel mas demorou muito para se livrar dessa marca. Muitos anos depois começou a fazer filmes "sérios", como La Luna, Cotton Club e Atração fatal. Também era caricaturista e desenhista. Na escola fazia muitos fanzines com seu colega de sala, John Updike.

(Sei que o monstro é a criatura do Dr.Frankenstein. Mas a gente fala assim mesmo)


Diga-me que horas são para eu saber que existo C.L.

ernst haas




E como dizia o psicopata americano, tô indo entregar umas fitas.


30.07.01
Esse filme só não é perfeito porque tem aquela cena da morte da filhinha do Clark Gable, que cai do pônei. É um corta barato. De resto é maravilhoso e aquele final, very sexy. Clark Gable tinha mau hálito e prendia as orelhas de abano com durex? E daí? Essa é a graça do cinema. Pra mim ele sempre sempre o maravilhoso Rhett Butler, o homem perfeito. Ou quase.


Estava vendo Biography, com Vivian Leigh. Muito legal: sabia que ele batia no seu marido, Lawrence Olivier, com tolha molhada, mas não sabia que ela era depressiva, perdeu vários bebês etc. Quando ela morreu - em consequência de uma tuberculose, ele ficou em estado de choque. Ela tinha 53 anos e não estavam mais casados.Esse programa é muito bom.


Palavras do Millôr na Folha 

Ou agora se decide de uma vez por todas que, pelo simples fato de nascer, o ser humano tem direito a um mínimo de comida, de abrigo, de educação, de diversão (sexo também, sem ser em pé no poste) ou essa porra explode.

                              
                                Set
Os desajustados. Foto de Ernst Haas 



Tião, muito chapa meu, me contou que foi com Júlia, sua neta de dois anos, participar da festa de Santa Rita de Cássia, em Minas Gerais. Muita alegria, muitos fogos, muito "Viva Santa Rita!". Quando voltaram, Júlia foi passar uns dias na casa do avô paterno, no Vidigal. Tiroteio direto, avisando que as drogas chegaram, e ela: "Viva Santa Rita!" "Viva Santa Rita!" 
(:


Hoje mil coisas. Reunião meio-dia, Júlia às duas, mil telefonemas, Kodak. Que bom que está sol, até que enfim parou de chover.

ernst haas.


29.07.01
Lidinha rápida nas revistas: Brasil e Honduras estão empatados, são os países onde mais existe preconceito racial no mundo; foi Gauguin quem decepou a orelha de Van Gogh, durante uma briga; um chimpanzé roubou o celular de um cara do zoológico (na Escócia) e ligou para todos os números; a modelo russa Angela Ermankova, mãe de um filho do Boris Becker, declarou que a relação sexual que teve com o tenista durou cinco segundos; Isadora Ribeiro jogou uma pedra nas costas do homem da farmácia que chamou ela de gostosa.

Cinco segundos?



Adeus, sr. Darryl Zanuck. Foi um prazer trabalhar na 16th Century Fox.Carta de demissão de Jean Renoir



Homem adquire poderes porque tomou um choque. Homem engana mulher, homem se apaixona por mulher, homem se arrepende de tudo que fez, homem pede desculpa, mulher perdoa e eles se beijam = Syd Field.
Emma Hardy




O psicopata americano era para ser um filme bom, mas vamos falar a verdade, é um filme ruim.


Para algumas coisas eu sou conservadora: livros, revistas e Aurélio, só no papel.


Para fazer uma salada:

seja perdulário para colocar o azeite
um sábio para colocar o sal
um avarento para colocar o vinagre.



Felicidade é, tarde da noite, estarmos todos sob o mesmo teto.




Coisas muito cariocas: Zeca Pagodinho, Leila Diniz, Jaguar, Romário, Luiz Melodia, Vera Fischer, Cazuza, Marisa Monte, tatuagem, prancha, menino de rua, displicência.
Coisas muito paulistas: Sábato Magaldi, Martha Suplicy, Marília Gabriela (embora pareça mais brasiliense), Raul Gil,  Pinky Wainer, Reinaldo Lourenço, Hebe Camargo, Silvio Santos, Cinira Arruda, Luciano Huck, Lygia Fagundes Telles, Fernando Henrique, piercing, e aquele diretor de teatro que namora a Cida Marques.


Não termino meu trabalho nunca, estou exausta. Chove torrencialmente e eu quero um banho, um edredon e uma série de sonhos. Nessa ordem.



"É muita pretensão de uma mulher achar que seu perfume basta" Coco Chanel


Walter Iooss Jr.




Felicidade: receber um fax, um e-mail, uma carta. Não nessa ordem.



25.07.01
Olha que interessante, enquanto eu faço o download do Eudora, o Nemo vai me contando...

Olha a coincidência: Faleceu nesta segunda-feira, 23, em Jackson, estado americano do Mississippi, nos EUA, a escritora Eudora Welty, aos 93 anos. Romancista laureada com o prêmio Pulitzer, Eudora teve seu nome ligado à tecnologia com o programa de e-mail Eudora, batizado em sua homenagem.




Metrô, conversando distraidamente, quando rola a maior confusão, pensamos que era briga mas não, foi um cara que entrou no trem, na estação Catete, com o maior três oitão. 


comente

é como se fosse um time de futebol:

Cortázar, Machado e Dante, Cervantes, Nelson e Caio,
Adélia, Florence, Shakespeare, Sófocles e Calvino.
dt: Dostoieviski.

ps. Sófocles com a camisa 10 e Calvino na ponta-esquerda, daqueles pontas rápidos, espertos.


Mario Prata,
27 de abril de 2001





UMA ESTANTE PARA DOIS

prata moraes
bandeira cecília plath updike byron
block campos de carvalho woolf
lispector machado loyola duras
mansfield eça márquez fonseca
rendell xavier rimbaud
veríssimo ubaldo leminski cony ana c parker
highsmith hammet camus rosa puig melo lessing hellman
drummond
s'antanna


Cortázar, Machado, Dante, Cervantes, Nelson, Caio, Adélia, Florence, Shakespeare, Sófocles, Calvino e Dostoieviski.
Dickens, Flaubert, Balsac, Hemingway, Tostoi, Swift, Voltaire e Ziraldo.
Plínio, Wilde, Pirandello, Gógol, Oswald, Lobato, Mario, Gorki Dürrenmatt e Shaw.
Aristófanes, Miller, Millôr, Sabino, Braga, Fernando, Jorge, Brecht, Suassuna, Eco, Genet, Caetano, Vinícius, Lígia, Baudelaire, Marcos, Poe, Ledusha, Palmério, Darcy e Serjão.
E a turma da Bíblia, é claro.


Marina & Prata

25 de julho de 2000, dia do escritor



Já desmaiei duas vezes na vida, é a maior sensação. As duas em alto verão, e eu estava grávida. A primeira foi a melhor: estava num sebinho do centro da cidade, era sábado, meio-dia. Me senti um pouco tonta e apaguei. Quando acordei estava cercada por umas cinco mulheres, prostitutas, que cuidaram de mim até eu ficar bem. Foi demais. Na outra vez eu estava na feira, Rio 40 graus, e desmaiei na barraca de peixes. A portuguesa cuidou de mim com carinho. Estar grávida é bom por isso, todo mundo te trata como se você fosse uma espécie de Nossa Senhora ;-)



24.07.01
Deu no Globo

As mulheres convocadas para formar o grupo de discussão da novela Um anjo caiu do céu nunca tinham ouvido falar em nazismo. :o




Livro O contato com as "celebridades" são feitos por telefone, fax ou email. Egos médios, egos grandes. Anotações nas bordas.
23.07.01
Só existem três atores que, na hora do vamos ver, sabem dizer um eu te amo: Antonio Fagundes (sem comentários), José Mayer (menos em Laços de família, onde ele fazia uma caricatura dele mesmo). Quando falo José Mayer estou falando do Comissário Mattos, de Agosto. Daí pra cima. Os homens não entendem o que as mulheres vêem nele. Ele é apenas o máximo. E Fábio Assunção em Os Maias? O Leonardo Vieira também mandou bem na minissérie.
comerciais bem-bolados

Se você é uma pessoa sensível, vai gostar de saber que Pinho Sol mata os germes sem dor nem sofrimento (Wilson Mateos)
Mais valem quatro cabeças no vídeo do que uma bem na sua frente no cinema( Semp Toshiba, Eugênio Mohallen)
Preços broxando. Filmes eróticos por apenas R$29. (Seduction Erotic Video, Miguel Benfica)
Um desfile onde você passa a mão nos modelos. (Outdoor para o Salão Internacional do Automóvel, Silvino Ferreira)


21.07.01
A moça nunca tinha ouvido falar em Millôr Fernandes e instantaneamente ganhou a página dois do Jornal do Brasil. O rapaz morto era jovem e bonito.


Reflexões no sábado Hoje em dia, até a morte é pop.


20.07.01
Correspondência eletrônica
Assunto: Para aonde vai o amor?

Menina Marina!
Esse tal de amor é mesmo intrigante. A perguntação não termina: o que ele fica fazendo que não vem? Será que a gente tem que ir lá buscar. Ou, conforme aquele poeta do medievo português que foi copiado primus por Gregório de Mattos, secundus por Renato Russo: "pois nasci e nunca vi amor, mas ouço dele sempre falar".Beijo. R.



O motorista de táxi veio me contando de suas viagens a Nova York, onde conseguir ingressos para a Broadway pela metade do preço (rua 32, portão de madeira), as compras quentes. Calor de matar no Rio, como se fosse dezembro.


Correspondência eletrônica
Assunto: Para aonde vai o amor?

Marina, posso responder com uma poesia? Não é minha, não sou tão bom com palavras (e sentimentos) assim...

Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima.

Paulo Leminski 


Luc


Correspondência eletrônica
Assunto: Ainda o amor

Marina!
No rastro daquele teu post e também de uns dias de sangue e mel que tenho vivido, faço uma outra pergunta: mas onde está o amor quando ele não vem? 
R.



19.07.01
Correspondência eletrônica
Assunto: Para onde vai o amor?

Marina!
Às vezes o amor se gasta - e muitas dessas vezes é de tanto a gente usar, de tanto a gente bem aproveitar o amor. Ou seja: está morto (ou parece morto), mas viveu, fundamentalmente viveu. R.




rodando no cd: guilherme de brito, samba guardado.


                                     Pra onde vai o amor quando se deixa de amar?



SEMANA BARRASHOPPING DE MODA

Rímel O que uma mulher é capaz de fazer por alguma coisa que tenha tiragem limitada? O objeto do desejo das mulheres era a bolsa "Louis Vuitton", que a L'Oreal ofereceu como brinde. Li no jornal que a Carmem Mayrink Veiga se descabelou por uma, sem sucesso. Ganhei uma e coisas estranhas começaram a acontecer. A mulher ultra-chique (aspas) não parava de me olhar até que virou e falou: "Que prestígio você tem para conseguir essa bolsa?". Ela não perguntou com humor, nem com carinho. "Segredo", respondi, com um certo prazer. Uma outra ofereceu 300 reais para o segurança "conseguir" uma pra ela.

batom Assisti aos desfiles de maneiras diferentes, às vezes com convite, outras tipo "Ela está comigo", ou com o crachá da imprensa. Com o crachá da imprensa você tem todos os poderes, pode tudo e ganha os melhores brindes. Vale mais que o crachá vip.

delineador A bateria da Mangueira acompanhou o desfile da politicamente correta Amazon Life. Muito legal, roupas lindas de couro vegetal , um desfile alegre, destoando do que mais rola: modelos desfilando com aquele ar de tédio e depressão profunda. O desfile da Santa Efigênia foi o mais bonito, teatral, de tirar o fôlego. E tinha Marina Dias, um deslumbre na passarela. As roupas mais lindas do mundo. Hugo Boss vi como convidada, em pé, todo mundo se espremendo, um horror. Luciano Szafir e aquele namoradinho bonitinho da Maria Paula também desfilaram. Saí quinze minutos antes com medo de se esmagada. Franky & Amaury, também com convite, fila gigantesca, não coube todo mundo, muitos não puderam entrar. Eu, por exemplo. Vi no telão, na sala de imprensa, todas as modelos desfilaram com celular, no estilo poderosa. As roupas são muito bonitas mas eu tenho um pouco de rejeição à essa etiqueta (meu bolso também). Sou mais o couro vegetal.



18.07.01
Diretamente da sala de imprensa do Barrashopping. Clandestinamente.


Ontem foi o que eu chamo de dia perfeito. Tudo se encaixando nos seus lugares e um monte de pequenas coincidências e golpes de sorte. Pra finalizar, de noite tomei canja na cozinha, com V., fofocas impublicáveis da tevê.

Não entendo nada de futebol mas entendi perfeitamente a manchete que eu li hoje no jornal: Cor da camisa é trunfo de Felipão. Rarará. Fala sério, trunfo não era pra ser o Romário? :P


As coisas para mim estão sempre para acontecer; a verdade é que parece que elas não acontecem nunca.


Preciso muito de um jardinzinho.



por que junto com a gripe vem sempre essa carência?



14.07.01
Vi os três filmes numa tacada só. Pollock é bem legal. Doctor T. eu fui achando que era a maior bombs e (talvez por isso) adorei. Claro que é uma sacanagem do Robert Altman com as mulheres; todas as mulheres do filme são neuróticas, fúteis, loucas e histéricas, enquanto Gere (único homem do elenco, praticamente) é equilibrado, gentil e honesto. A única que foge aos padrões é a Helen Hunt mas no final revela-se ainda mais lelé que as outras (bem, essa é uma opinião bem pessoal e não posso dizer porque pra não contar o desfecho). As panteras é ótimo para um domingo à tarde.
MENORES SÃO PROIBIDAS DE DESFILAR

Quanta hipocrisia...! Dr. Siro Darlan, essas meninas ganham muito mais do que o senhor, estão riquíssimas, pra que elas precisam ir à escola?? Tirando ler, escrever e as quatro operações matemáticas para que alguém precisa frequentar um colégio? Para receber um diploma, conseguir um emprego e ganhar dinheiro, não é? Vejamos, a Isabel Fontana tem 17 anos e no ano 2000 ganhou 700 mil dólares. Com 16 anos comprou uma casa na praia. A Raíca Oliveira, 17, ganhou 300 mil dólares, mora em NY e graças ao seu trabalho já conheceu quase o mundo inteiro. Agora me diz, ela aprende mais assim ou num banco escolar ouvindo sobre capitanias hereditárias (nunca soube o que era isso) e raiz quadrada? (idem). Pelo amor de Deus. E não vou nem dizer que o sr. Siro Darlan deveria se preocupar com criancinhas de três anos que nesse frio ficam de madrugada cercando os carros nos sinais em busca de um trocado qualquer, pra não cair ainda mais no lugar-comum.



PT, saudações I don't believe: o Paulo Betti trocou de camiseta!


Se liguem, não existe mais a palavra história. Se usava história para coisas reais e estória para ficção. Estória dançou faz tempo. Tudo agora é história.



Eu gostaria de filmar uma cena de amor com meu irmão só pra ver porque essa gritaria toda. Shirley MacLaine 
Também.



Lawrence da Arábia? Como diz um amigo meu, é muita areia pro meu caminhão. Rarará.

Tô maus. Você sabia que foi o Mario Prata que inventou essa expressão? :)



Off Acabou a novela: segunda-feira o Ricardo Boechat estréia no Jornal do Brasil.

Serge Gainsbourg com Charlotte, em 1971. Foto de Tony Frank.

Dor de garganta, tosse e febre. Adoro ter febre, porque me lembra dias felizes, quando minha mãe forrava o sofá da sala com um lençol muito branco, comprava um monte de revistas em quadrinhos e eu podia faltar a aula e ficar vendo sessão da tarde. 


A Ana Paula Padrão é igualzinha às bonecas de papel que eu colecionava quando eu era pequena, que eram vendidas na banca de jornal e vinham com um guarda-roupa completo. O cabelo, o rosto, a expressão. Dá até saudade.


12.07.01


Da série Mistérios da tevê. Por que que na abertura do programa do Amaury Junior ele aparece entrevistando Xuxa, Roberto Carlos, Gisele Bündchen, Caetano Veloso, Monte e justamente na madrugada que a gente resolve assistir ele está sempre entrevistando o presidente da Golden Cross?

Passei a noite em claro, por conta do barulho alucinado do vento. Forró da natureza.



Pra fazer a cabeça tem hora? Meu vizinho me deixa doidona por tabela...


Vou confessar uma coisa. Estou viciada em janelas e muitas. Abro logo umas dez: meu e-mail, o blogger, um monte de blogs, o google etc. Então não con-si-go me concentrar mais num assunto só. Sábado fui ao cinema, duas horas olhando para uma coisa só, fiquei ansiosíssima. Nossa.


Tenho a maior bronca daqueles avisos "Sorria, você está sendo filmado". Na verdade eles querem dizer "Ei, estamos de olho em você." Acharia menos antipático se as plaquinhas dissessem "Cuidado, você está sendo filmado".



Terminaram as filmagens de Um grande garoto, baseado no romance de Nick Hornby. O livro é parecidíssimo com Alta Fidelidade, o personagem principal tem as mesmas características do outro e é quase tão bom quanto. O bonitinho Hugh Grant fará o papel-título dessa vez. A outra novidade sobre Hornby é que ele acabou de lançar seu novo livro, How to Be Good, narrado por uma mulher, sobre um casamento que termina por celular. O lançamento foi numa igreja, com o autor lendo trechos no altar, distribuindo autógrafos e respondendo às perguntas dos leitores. Tudo muito pop, como ele gosta. Para ler a versão em português, temos que esperar até 2002, quando o livro será lançado aqui. Humft.


Agora com essa mania de acordar às sete, passo a tarde toda cambaleando e batendo nos móveis, como uma sonâmbula. E minhas marcas roxas tem rótulos, sono, apagão, sono, apagão...


10.07.01
Marina, quarenta graus.


Lembra das flores cor de laranja? Ainda estão vivíssimas!



Encasacada. Acho que fiquei gripada de novo. Não sei se estou com febre ou nervosa. Pode ser felicidade também. Vou pra aula de inglês.


Jennifer Aniston declarou que fez jogo duro com o Brad Pitt durante nove meses. Ram ram.



Ora, ora, descobriram que o Garotinho sorteava casas inexistentes no seu programa de rádio? Oh!


09.07.01
Fui ver Bibi Ferreira. Os músicos entram no palco, tocam alguma coisa, são aplaudidos. Quando ela entra, o público delira, grita, bate palmas em pé. Nunca tinha visto tantos aplausos e assobios assim, antes da peça começar. E ela, muito diva, muito poderosa, muito estrela, muito tudo, agradecendo com os braços abertos. Uma coisa.

Revistas semanais O filho do Spielberg pagou 200 dólares para passar a noite numa rede no meio da floresta amazônica; Garotinho é o governador mais popular do Brasil (me poupe!) e Jaime Lerner o menos popular; para economizar energia elétrica o Palácio do Planalto desativou o sistema de aquecimento da piscina (oh, é bom saber que o presidente também está se sacrificando); um pastor anglicano entrou no Guiness porque fez um sermão sobre a Bíblia com duração de 28 horas e 45 minutos (imagina ouvir isso); a alta do dólar retirou o macarrão da lista da cesta básica para os flagelados da seca do Nordeste; nascem girassóis cor-de-rosa.


08.07.01
Rua das Pedras Eu acho que eu vi o Manu Chao tomando umas biritas num boteco.


Comprei lentes novas para os óculos do F., cem por cento anti-uv, depois que o E. falou que cataratas, que sempre foi doença de coroa, agora atinge jovens de vinte e poucos anos, por causa do uso prolongado do computador. Ele também me falou das novas descobertas sobre o celular: impotência e esterilidade. Me despedi rápido antes de entrarmos no papo das ondas cancerígenas provocadas pelo microondas. 

Muita sauna, muito sol, muito mar, muito tudo.


06.07.01
Vou até o paraíso mas domingo de noite eu volto ;-)


Diferença entre adolescentes e adultos. "Tomara que Búzios esteja cheio!". Eu torcendo para estar totalmente vazio, como no fim de semana passado.


Vi uma mulher em Ipanema que já foi um símbolo sexual. Ela caminhava com o ar atônito que as mulheres que foram lindas e famosas adquirem quando envelhecem.


Saí de casa e dei de cara com o Cony, caminhando na lagoa, com aquele rosto dele, demodê.


Apagão Acredite se quiser: nosso limite era 403 kw e "gastamos" 239.


Agenda Passar na júlia, na ótica, revelar fotos, passar na padaria (queijo branco, pão wickbold de plástico amarelo), comprar saladinhas na fazendola, correio, livraria da travessa, comprar filme, viajar.


05.07.01
Não tenho outra saída, exceto dizer adeus. Como isso vai rolar durante algum tempo, vou explicando devagar. A causa mais evidente é esta: entrar na história real ou continuar fazendo política como diletantes. A situação ambiental do Brasil pede mais rapidez, mais eficácia, mais força. Fernando Gabeira


Fernando Gabeira trocou o PV pelo PT. Na opinião dele, faltaram alianças com os partidos ambientalistas da Alemanha e da França. Vamos falar sério? Não existe PV no Brasil e sem o Gabeira aí é que não existe mesmo. Nas próximas eleições o partido terá 43 segundos na tevê e 36 mil reais em caixa. Uma pena. Por falar no deputado, ele tem um blog, um diário muito bacaninha.
Hoje eu tive um sonho mais ou menos erótico, mesmo grávida (no sonho!) de nove meses. O médico beijava minha nuca enquanto me dava conselhos para a cirurgia, que aconteceria logo.




The answer, my friend, is blowging in the wind, the answer is blowging in the wind. 

Toni Frissell
Woman and Two Dachshunds, Vogue, 1939


03.07.01
Avião Segura a onda, André Gonçalves.



02.07.01


Éramos três nesse casamento. Então, estava um pouco lotado. Lady Di
Nunca me aconteceu desejar um homem e não tê-lo. Tonia Carrero
O casamento existe por causa do vestido de noiva. Pedro Amodóvar
Champanhe não é bebida. É perfume. Vera Fischer
Quando você está em frente de 100 milhões de pessoas com apenas 5 anos, você se torna automaticamente diferente. Michael Jackson
Só há duas espécies de mulher: deusas e capachos. Pablo Picasso
Encontrar homens não é problema. Difícil é encontrar algum que não seja cretino. Madonna
Nunca serei tão famosa quanto meu marido. Andar com ele na rua é como os Beatles em 1964. Nicole Kidman
Prefiro estar morto do que continuar cantando Satisfaction aos 45 anos. Mick Jagger



                                               Cheguei, baixei, saravei.


Revistas semanaisBabe, o porquinho, vai ser sacrificado, por causa da febre aftosa. Será que essa tristeza que eu sinto é hipócrita? Não comi todas aquelas coisas na feijoada ontem? Fico duplamente triste: pelo Babe e por ter comido as costelinhas. Triplamente: no almoço repeti a dose, já que a feijoada no dia seguinte consegue ser ainda melhor. O ministro dos transportes da Grã-Bretanha não sabe dirigir.Crocodilos siameses. (Tenho tanto medo de jacaré, não consigo nem olhar. Acho que em outra vida eu caí naqueles lagos cheios de jacarés que tinha nos castelos, sabe? Me jogaram ali.) Transar pode causar amnésia (então agora está explicado porque os homens não ligam no dia seguinte); lançaram na Califórnia pirulitos recheados com grilos e larvas de insetos; a fortuna de Bill Gates está calculada em 58,7 bilhões de dólares; uma boate alemã está oferecendo aos clientes, por mil reais a hora, a oportunidade de transar com uma prostituta numa limusine. E como tudo é show, Patrícia de Sabrit vai fechar esse triste episódio da sua vida com chave de ouro: vai posar nua pra Playboy.


Não leio os jornais desde ontem. Não me contem.


Domingo foi muito legal, tava o maior Fagundes no céu, e as pessoas adoraram a Fagundes, estava realmente deliciosa. De tardinha fomos na Fagundes e conversamos bastante. De noite ficou frio, botei meu Fagundes e fui deitar, embrulhada no Fagundes. Hoje tenho um monte de Fagundes pra fazer de tarde.



Ontem eu ouvi o Caetano cantando Carolina, há tempos não ouvia, é uma gravação linda, o Caetano fala Carólina e desafina lindamente. Você sabia que na época, o Chico meio que rompeu com ele porque achou que ele estivesse debochando da música? ;-)



Michael Madsen



Ontem extrapolei, muito tudo.


01.07.01
Fui ver Últimas luas, texto italiano, com Antonio Fagundes, Cássia Kiss e Leonardo Brício. Na verdade, a peça é quase um monólogo sobre a velhice. O Fagundes mostra que é o maior dos maiores, ovacionadíssimo no final, o João Caetano lotado. 


I'm blowging now.