25.01.02
Correspondência eletrônica

Li o seu bloog (é assim que se escreve ?) e reparei no seu filme favorito:Os Incompreendidos, do Truffaut. Bela escolha. Mas vc já viu La Peau Douce, tb do Truffaut, de 1964 ? Acho que o título em português é Um Só Pecado. Filmaço. Consegui arrastar Claudia p/ver uma cópia restaurada no Estação há alguns anos. E ela gostou ! A mocinha é a Françoise D'Orleac, a irmã linda e sexy da Catherine Deneuve, que morreu nos anos 60. Se é que as deusas do cinema morrem um dia ...Dê notícias ! Gostei muito do bloog, só senti falta da Jane Fonda.
Um beijo, A.


Vimos muitos filminhos nas férias, todos que o Cine Bardot ofereceu - com exceção de Harry Potter dublado, porque tudo tem limite - mas nenhum deles marcante. Fora aqueles que eu já citei, assistimos o do Stephen Frears, Liam, que é muito sensível, coisa e tal, mas o final é muito massacrante, triste, impróprio para que está de férias na praia. Assistimos também A Sombra do Vampiro, com o John Malkovitch, sobre os bastidores das filmagens de Nosferatu, do Murnau. A princípio achei que não fosse ficção, e parece que é, a menos que o cineasta alemão tenha realmente contratado um vampiro para o papel principal. Achei curioso saber que o título é Nosferatu porque ele não poderia chamá-lo de Drácula, já que não conseguiu os direitos para filmar o livro de Bram Stocker.



Por último vimos A Conspiração, ou algo que o valha, com um Gary Oldman careca e velho demais - até agora não sei se se tratava de maquiagem ou realidade. Até que parecia ser um triller legalzinho-claro-se-vc-não-é-muito-exigente - uma senadora é "acusada"de ter feito sexo grupal na adolescência, blábláblá - mas acaba virando um lixo nos vinte minutos finais por conta daqueles discursos americanóides difíceis de engolir. 


Saudade de quando ninguém sabia o que era um blog.





Pois é, a Paula Thomaz também recebeu indulto e vai sair da cadeia com a ficha limpa. Se duvidar, mais limpa que a sua - é mole?



Se o Alain Delon tivesse morrido jovem seria o maior ícone do cinema, porque realmente ele foi o homem mais bonito do mundo.


24.01.02
Subliminar Dona Roseane. Capítulos e mais capítulos de O Clone gravados no Maranhão, que também é tema da Grande Rio, do Joãosinho Trinta. Ou é implicância minha?


                                                  
 Cheguei, baixei, saravei




Nunca fui ao Caribe mas fui a Prainha do Pontal, em Arraial do Cabo, que é a mesma coisa (com vantagem pra nós, já que as nossas praias são naturais...). Quando já tínhamos (simbolicamente) arrumado as malas para voltar, o sol tornou a abrir, e tão forte que parecia estar nos recompensando pelos dias chuvosos. Fomos a Arraial, o mar é verde esmeralda, nunca tinha visto um tão lindo. Passeamos de barco, fomos na Gruta Azul, linda. Tartarugas nadando num mar transparente. O pescador avisou que água assim só a de Fernando de Noronha. Recomendo e dou fé.





15.01.02
Cyber Café, Rua das Pedras No primeiro dia de praia o sol estava tão forte que imediatamente adquiri a cor que gostaria de ter o ano inteiro. Assistimos dois filmes inexpressivos: Legalmente Loira e O Beijo do Dragão. Em ambos o bonequinho estava batendo palmas, o que me faz suspeitar que ele tenha levado algum. Do primeiro esperava mais (que bobajada!) e do segundo devo ter visto uns vinte minutos, já que sempre fecho os olhos nas cenas de muita violência. Hoje vamos ver o último Stephen Frears, e estou esperançosa.

Paulo Francis, na orelha do livro 
Dize-me com quem andas, de Mary Mccarthy, conta que Edmund Wilson (Rumo à Estação Finlândia), marido da autora, trancou-a no quarto durante semanas até que ela terminasse de escrever o romance. Ele foi seu segundo marido de uma lista de cinco, que não sei se parou por aí, porque minha edição é de 67.

Apesar de estar longe de casa, leio os jornais diariamente, notícias que me enjoam (Dona Rosinha candidata, com o slogan ¨Não basta ser mulher, tem que ser Rosinha¨. Essa é pra vomitar), e algumas com um tom de poesia, como a nova cor do Universo. Também vi a Jackie Miller no JB.



(Esqueci de contar que logo que chegamos adotamos uma gatinha linda, filhote, parecida com a Cat Moss mas muito mais charmosa, os olhinhos muito verdes e os risquinhos do pelo como que desenhados à mão. Estou apaixonada!)




Vida boa: escrevendo posts na areia.


07.01.02
Coisas que você lê primeiro aqui: Romário voltou para Danielle, há um mês. Mas a mulher do baixinho impôs uma condição para continuar casada: nunca mais ele poderá ir pra night sem ela. Isso parece uma missão quase impossível, não é? Façam suas apostas...







"Mora comigo na minha casa um rapaz que eu amo. Aquilo que ele não me diz porque não sabe, vai me dizendo no seu corpo que dança para mim. Ele me adora e eu vejo através dos seus olhos um menino que aperta o gatilho do coração sem saber o nome do que pratica. Ele me adora e eu o gratifico só com os olhos que o vejo. Corto todas as cebolas da casa, arrasto os móveis, incenso. Ele tem medo de dizer que me ama. E me aperta e mão, e me chama de amiga" L.C.L.



Rodízio de sonhos Acordei mais tarde do que o normal e sonhei coisas pro ano inteiro. Entre elas, que eu estava na primeira fila do show da Maria Bethânia, olhava pra trás e constrangida via que só tinham umas oito pessoas na platéia; que eu tinha uma vizinha picareta que me vendia rúcula; com um velho apartamento que morei; com quebra-cabeças infantis; com o Fernando Sabino; com um vestido de flores e alças; que o Sérgio Mallandro participava da nova edição da Casa dos Artistas. 
Porque ele entrou de penetra no meu sonho, não sei.


05.01.02
Jornalista "O que é fazer bons negócios?"
Onassis "Você vê essa lâmpada?"
Jornalista "Sim"
Onassis "Eu a vi primeiro"


Hoje foi um dia muitíssimo sem graça. Pra você ter uma idéia, a coisa mais excitante que eu fiz foi sair sem bolsa.


TV Globo Francamente, tirar do ar a Escolinha do Professor Raimundo? Nunca vejo esse programa, mas gosto de saber que ele está lá.








Zap

Péssimo esse anúncio do Fiat Doblô, com a trilha da Madonna.
Você aguenta ouvir a voz da Sonia Abraão por mais de quinze minutos?
Existem chamadas mais insuportáveis do que as da Sony?
Charlie Brown Jr.: adoro
Hoje vai reprisar um Brian de Palma, aquele sobre Marte.
O que é aquela peruca do Murilo Benício?
Perdi Os Normais na sexta. Feriados me confundem.
Tem um monte de programas que eu adoro ver, mas nunca sei os dias, então nunca vejo: o do Elymar Santos (é! ele tem um programa de calouros!), o da Vera Loyolla (gosto do som e da iluminação da CNT, parece filme do Zé do Caixão), aquele de fim de noite com o Sabbá (esse não dá pra explicar, só vendo mesmo) e o samba de primeira do Jorge Perlingeiro, que deve estar perdido numa manhã de sábado.
Gostei de um anúncio de shampoo infantil, onde o cachorro se disfarça de tubarão :)


Ufa

Estamos na reta final do livro sobre o sucesso. Os bastidores dariam outro livro. Incrível como as personalidades se portam, como se fossem feitas de outra matéria. Isso me lembra um amigo meu, especialista em cinema, que, morando em Los Angeles, resolveu escrever um livro sobre o assunto. Ligou para dois cineastas muito famosos aqui do Brasil e não conseguiu sequer dizer alô. Um dia, ligou para o Robert Wise (Noviça Rebelde, meu bem), ele mesmo atendeu, conversaram bastante e o cineasta disse que se sentia muito honrado em ser assunto do seu livro. Gente fina realmente é outra coisa.


esquentando os tamborins







Pelo rímel da Jade! O Murilo Benício tá péssimo nessa novela.



O Reveillon do piscinão de Ramos foi mais fino que o da praia de Copacabana: Jamelão cantando Cartola.


Bom dia, 2002.