30.06.02
Foi linda a vitória. E agora, como disse o Carlito Maia, “Acordem e Progresso”. E até 2006.











29.06.02
                                                       
                                  
                                               Viva São Pedro!



                   






28.06.02
Correspondência eletrônica

Oi Marina!

Dentre tantas opções assustadoras, fica difícil escolher...Mas eu detesto piscina vazia; santos do Barroco; anão, gnomo ou outra estatueta horrorosa no jardim (incluindo a branca-de-neve zumbi). Claro que tudo isso ainda perde feio para uma criança pequena e solitária num velocípede. Já viu que medo? Parece algo saído dum roteiro macabro-trash de Stephen King. Aquele ar de inocência não me engana! Um abraço muito afetuoso, Gabriela





Falta de respeito   pra gente é outra coisa.




Pego o ônibus errado e quando tiro os olhos do livro me dou conta de que estou indo para Copacabana. Desço e caminho até o consultório, em Ipanema, torcendo para não chegar depois das onze, fim da consulta. Faz sol e eu estou de gola rolê mas é um sol de inverno. Tenho tudo para chegar no final por que meus passos não são largos e paro para olhar as coberturas, enquanto penso "É essa". Li a entrevista com o cabeleireiro famoso, que mora no apartamento dos seus sonhos. Contou que no tempo de dureza, todos os dias passava pelo prédio onde mora e mentalizava "Eu quero morar aqui". Tanto ele fez que conseguiu. Como acredito neste poder, vivo procurando a cobertura que se encaixe nos meus sonhos. Converso com Júlia, os vinte minutos que me restam e volto de ônibus. A lagoa está cheia de patos e garças. O dia está lindo.


27.06.02




Viu essa? A Xuxa e a Marlene Mattos estão sem se falar há três meses.




Eu tô que tô.





Lembro de poucas coisas que gosto mais de fazer do que me mudar. Gosto de todas as etapas mas a melhor é desencaixotar e arrumar. Nunca entendi as pessoas que ficam com as caixas lacradas por semanas. As minhas eu abro no mesmo dia e arrumo. Não importa a hora, faço tudo no dia que me mudo. Antes de dormir deixo a casa pronta. Daí sento no sofá e fico olhando, sentindo o clima da casa nova. Outra coisa excitante é encontrar coisas perdidas. Putz. Uma foto, cartas, pedaços de diários (é bom quando você encontra, claro), um brinco, às vezes um álbum de fotos inteiro. Roupas que você tinha enjoado mas agora você vê com outros olhos. Uma vez comentei com a minha prima, a Senhora Organizada. Estava dizendo que achar coisas perdidas era a melhor parte de uma mudança. “Como assim?”, ela perguntou, sem entender o espírito da coisa.





Boneca de louça mórbida é redundância.




26.06.02
Do que você tem mais medo? Palhaço americano, carrossel abandonado, boneca de louça mórbida ou boneco de ventríloco?





sopa + meias + pijamão + bbb + os normais = felicidade








Também batemos um papinho com Graça, ex-Dazibao e atual sebinho Livraria Imperial, que divide o espaço com o Bar das Artes e a loja de cds Arlequim. Ela contou histórias ótimas sobre a captação dos livros e o alívio das esposas quando os maridos se desfazem de bibliotecas ótimas que levaram décadas para serem construídas. Mulheres que vêem os livros como rivais. Contou que tem um cliente que tem que comprar livros escondidos da mulher e resolveu seu problema desta forma: só compra livros que caibam em sua pasta, já que a pasta é o único lugar que a mulher respeita e não abre. Mulheres ridículas.

Foi ótimo.

(Repara quantas vezes eu repeti a palavra mulher/mulheres. Não dá, né?)





Fiquei muitos anos da minha vida sem comer ravioli. Seguinte: no aniversário de cinco anos do meu irmão (que hoje tem cinquenta), minha mãe resolveu fazer um ravioli para um jantar entre amigos. Enquanto a massa fervia na panela, meu irmão ardia de febre, a cozinha alagou e o chefe dos bombeiros escorregou na escada, quebrou a perna e foi levado às pressas para o hospital.

A noite, quando o jantar foi servido, tudo corria às mil maravilhas. Nem sombra do caos que tinha se transformado a casa durante toda a tarde. Mesmo assim, a partir desse dia, foi decretado por minha mãe que ravioli dava azar.

Quando eu tinha a Vira-lata, fui almoçar numa cantina perto da loja e resolvi experimentar um. Confesso que não foi sem medo. Nada de ruim aconteceu. Hoje, já que o Brasil já tinha vencido a Turquia, resolvi pedir de novo. A comida me trouxe foi sorte, quando eu estava começando a subir a ladeira pra casa, minha vizinha buzinou. E foi-se mais uma superstição :)


Fui almoçar com minha cunhada Vera e Maria, dona do Bistrô do Paço. Almoçamos no Bar das Artes. Maravilhosa comida. Como entrada foi servido uma terrine com berinjela e abobrinha grelhadas com tomate, majericão e mousse de queijo de cabra sobre molho de rúcula. Salada verde. Um troço. Para prato principal, escolhi um ravióli, contrariando os princípios maternos. Ravioli Lampião e Maria bonita, repare: massa recheada com carne seca desfiada, sobre molho de abóbora, acompanhado de palitos de aipim frito e sementes de abóboras tostadas.Mmmmm. Sobremesa: Gateau au chocolate e frangélico.

Já falei da Maria, aqui. Ela é suíça, um charme. Parece a Audrey Hepburn.



25.06.02
Bis






Hoje acordei com chuva, miados e marteladas. Cat Moss acha que é meu despertador. Coloquei o mesmo pulôver grosso de ontem, o frio está de lascar. Terminei o livro policial e comecei Como ser legal, do Nick Hornby. Pretendo intercalar com os contos do ReNato. Estou completamente sem assunto, acho que dá pra notar. E levemente ansiosa. Hora de trabalhar.





24.06.02
São João / São João / Acende a fogueira / Do meu coração...



Homens em 3 carros, com fuzis, deram mais de 100 tiros no prédio da prefeitura, às três e meia da madrugada. O prefeito Cesar Maia pretende pedir ao governo federal a implantação do estado de defesa no Rio de Janeiro. É o jeito.

Se é que isso não foi um golpe da direita, pra mostrar que o PT não tem pulso para governar. Em época de eleições presidenciais, vale tudo.



23.06.02
Oito e meia da noite Domingo chuvoso, almocinho fora, filme do Polansky* na tevê, revistas semanais, preguiça.

*Os Nove Portais, ou coisa assim, e é com o Johnny Depp. Não entendi o final. 





Meu marido vai ver a luta. Gosto de homens que assistem luta - embora eu considere uma das coisas mais odiosas, dois homens lutando num ringue em pleno século 21! - e jogam futebol.






Há mulheres que dizem:
Meu marido, se quiser pescar, pesque,
mas que limpe os peixes.
Eu não. A qualquer hora da noite me levanto,
ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar.
É bom, só a gente sozinhos na cozinha,
de vez em quando os cotovelos se esbarram,
ele fala coisas como 'este foi difícil'
'prateou no ar dando rabanadas'
e faz o gesto com a mão.
O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.
Coisas prateadas espocam:
somos noivo e noiva.

(Casamento - Adélia Prado)





Sábado preguiçoso, nublado. Fomos a padaria-mercado comprar coisas gostosas. Me divido entre o livro de Block, arrumar a casa (adoro), leitura de blogs, ficar de bobeira. Marina Lima cantando.


Ontem fiquei assistindo Uma Linda Mulher, no SBT. Aquela cena que lava a alma das mulheres, quando Vivian volta ao Rodeo dr. para fazer compras, depois de ter sido humilhada pelas vendedoras. Conheço uma mulher, riquíssima, que entrou numa loja, perguntou o preço de um faqueiro de prata e a vendedora disse que era muito, muito caro. Ela saiu, respirou fundo, voltou e se dirigiu a outra vendedora, pedindo dois faqueiros daqueles para seu iate. E bye bye, comissão. Bem feito.


21.06.02



A cigarra e a formiga. Eu sou a cigarra e o inverno chegou.




Três e quinze da tarde Tomei o café da manhã com ele, chocolate com creme e pães de queijo com requeijão cremoso. Conversamos sobre dedicatórias e filmes. Fui ao shopping e não comprei nada, já estou boa.
Começou o inferno inverno.

                                William Eggleston




Acordei com o telefonema do gerente do banco. Os cheques pré finalmente se revoltaram contra mim. Na cozinha, Ivanilda me conta da sua alergia a gatos. No email, S. me diz que Roberto Drummond morreu do coração. Talvez fosse o caso de eu voltar pra cama.


sexta, 10:00 Quando o jogo começou, três e meia em ponto, estávamos na cama, eu envolvida demais para olhar para a telinha. De forma que eu fiquei ali, embaixo das cobertas, concentrada no livro de Lawrence Block mas pronta para ver qualquer jogada mais perigosa.Sem querer ser chata, aqueles fogos prematuros me deixaram bastante irritada, por que eu estava mais interessada na moeda raríssima que Bernard Rhodenbarr tinha acabado de surrupiar. Na verdade, o que eu gosto na copa não são os gols. É a rotina quebrada, todas as casas vizinhas acordadas, essas coisas. Dormi antes do segundo tempo.


20.06.02
duas e cinquenta

Lendo: O Ladrão que estudava Espinosa, Lawrence Block
Ouvindo: Paralelas, Belchior
Bebendo: coca-cola
Comendo: pão com queijo




                             daniel klajmic




"Eu sempre espero uma coisa nova de mim, eu sou um frisson de espera - algo está vindo de mim ou fora de mim" Marina W. Clarice Lispector



No livro tem umas historinhas ótimas, do Ruy Castro, algumas eu já tinha esquecido, como aquela do romance do Tarso de Castro com a Candice Bergen. O Tarso tinha dito para impressioná-la, que era um ex-guerrilheiro, ela ficou gamadona. Por fim, quando tudo acabou e ela voltou pra casa e se casou com o baixinho Louis Malle, Tarso comentou "Dos Malles, o menor". Hehe.




                              Luiz Paulo Machado



18.06.02
Dei um pulo na Argumento, noite de autógrafos do Paulo Garcez. Um livro lindo, cheio de fotos da Leila Diniz, Elis, Tom Jobim, Chico Buarque, todo mundo. Quem não está no livro não teve importância nos anos 60/70. Chama-se Arte do Encontro, os textos são do Millôr e do Sérgio Augusto, e as legendas do Ruy Castro. O Rio de Janeiro ficou deserto. Na livraria , que é enorme, não dava pra andar.Cacá Diegues, Chico Caruso, Ruy Castro, Nelson Motta, João Emanuel Carneiro, Hugo Carvana, Tonia Carrero, Charlene Shorto, João Roberto Marinho, Danuza Leão, Sérgio Augusto, Jaguar, Noelza Guimarães, Bel Kutner - melhor seria dizer quem não estava lá. Muitas musas do fotógrafo, mas a maioria irreconhecível, por razões óbvias. 



Viva Santa Marina!


Senhor, tu me sondas e me conheces. O livro dos Salmos (139, I)


Agenda Último capítulo de Friends. Sony, 20 horas.


17.06.02

Hoje fui a Búzios com Helena, ver casas. Ela quer alugar uma para as férias de julho. A escolhida foi uma no estilo fazenda, linda, mas com um defeito fatal. Por volta das cinco, ela recebeu um telefonema avisando que teria seis convidados para o jantar. O jeito foi coordenar tudo pelo celular mesmo. Já tinha um rosbife pronto, ela conversava com a cozinheira sobre uma segunda opção e eu, super-classe-média, fui logo sugerindo uma massa. Tóim. Ela optou por um arroz com camarões e polvo. Para uma sobremesa de última hora, olha essa:


você coloca morangos num recipiente de vidro, polvilha com pouquíssimo açúcar, junta vinho tinto, não muito, e deixa na geladeira. Na hora de servir junte uma folhinha de hortelã.


Também encomendou toucinhos do céu e sorvete de figos com nozes. Para entrada, tirinhas de salmão defumado com creme de leite azedo e folhinhas de anedo. Algumas coisas vou copiar.

Cheguei a tempo de lavar o rosto, passar um blush, e ir na noite de autógrafos do ReNato, no Museu da República. Que dia ótimo.


placas
etiquetas
corações








16.06.02
sete e meia, domingo Fomos à Bienal de Campos, foi legal, conhecemos a livraria mais antiga do Brasil, 148 anos. Foi fundada pelo português José Vaz Correia Coimbra, em 1844. O José Cândido de Carvalho era freguês assíduo, e a livraria serve de cenário para várias passagens do romance O Coronel e o Lobisomem. É muito emocionante ver toda uma família em torno de uma livraria, os pais, os filhos.

Hoje, antes de pegarmos a estrada (4 horas de viagem!), vimos o show do Lenine, foi ótimo. Compramos chuvisco e goiabada cascão.


15.06.02
Agenda-bloWg Segunda, a partir das sete da noite, lançamento do livro de contos Mecânica dos fluidos de ReNato Bittencourt Gomes , na Livraria do Museu, no Palácio do Catete. Todos lá.


14.06.02
O último capítulo de O Clone foi uma xaropada só, tortura chinesa. E uma curiosidade: a produção gastou mais com delineador ou com cristal japonês? Né brinquedo não.


Eu sei o que quer dizer mui gats. Você não sabe.


Correspondência eletrônica
Notícias do Victor Carbone

Marina,
Ontem, fomos até a faculdade do Victor assistir à prova semestral dele: um monólogo.Ele interpretou um texto da Fernanda Young, "A Piscina". O cenário tinha várias lápides com uma cruz, em cima escrito: "Aqui jaz Brasília ano 85, verde ..." Várias. Numa camiseta branca ele mandou pintar na frente: "Produzido na zona franca de Manaus" e nas costas: "100% suburbano". Falou bem, um pouquinho rápido demais e parece que tirou um notão. Assistimos, também, uma menina que interpretou um texto do "mui gatinho". Haha isso mesmo! Um texto do Victor Carbone. Aliás, esse nome "Victor Carbone" já é conhecido do pessoal da secretaria, cantina, porteiro... Pedimos uma informação e citamos o Victor. "Ah!... o Victor...." Na verdade, o convite era para uma apresentação no teatro da escola mas depois, as coisas mudaram de rumo e a apresentação ficou restrita somente aos alunos. Como nós já estávamos lá, a professora autorizou a entrada e assim ficamos assistindo à interpretação de vários alunos. Foi muito gostoso (...)
beijo,beijo
Laédi


Os melhores filmes de amor do cinema, segundo os diretores, roteiristas, atores e outros profissionais da indústria cinematográfica pesquisados pelo American Film Institute.

"Casablanca" (1942), ficou em primeiro, seguido por "...E o Vento Levou" (1939). Foram citados também "Amor, Sublime Amor" (1961), "A Princesa e o Plebeu" (1952), "Tarde Demais Para Esquecer" (1957), "Doutor Jivago" (1965) e "A Felicidade Não se Compra" (1946).

Na verdade, nenhuma produção realizada nos últimos 40 anos. conseguiu figurar entre os cinco primeiros colocados da enquete, e apenas dois filmes dos anos 1970, "Nosso Amor de Ontem" (6o) e "Love Story" (9o) conseguiram ficar entre os dez mais.

O curioso é que os casais centrais em sete dos dez primeiros filmes não terminam juntos e, além das 260 cenas de beijo contabilizadas pelo AFI nas produções escolhidas, há 187 de briga ou luta.

Cary Grant é o astro do maior número de filmes da lista, enquanto Katharine Hepburn é a atriz mais vista -- aparecendo em "Adivinhe Quem Vem Para o Jantar" e "Num Lago Dourado".

Das histórias de amor modernas, "Uma Linda Mulher" (1990), com Julia Roberts e Richard Gere, ficou na 21a posição. A maior bilheteria de todos os tempos, "Titanic", com Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, é o número 37.

(FSP)




John John


o umbigo da marina





Jogo do umbigo

Nunca pintaria as paredes da minha casa de preto
Sempre leio alguma coisa quando estou comendo
Às vezes gosto de tomar chá de televisão

Sempre tomo uns três banhos de banheira por dia, quando estou em hotel
Às vezes penso em trocar de nome
Nunca durmo com a televisão ligada

Nunca leio um livro de contos pela ordem (escolho pelo título)
Sempre faço orelhas nos livros (mesmo que tenha marcador)
Às vezes leio o mesmo livro, três, quatro vezes

Às vezes penso em morar no campo
Nunca tomo banho sem molhar a cabeça
Sempre quis ser fotógrafa

Às vezes gosto de me perder no centro da cidade
Nunca tenho pesadelos
Sempre reclamo quando toca o telefone






O mapa astral de Bill Clinton.


13.06.02
Dá vontade de gravar e mandar pra Suiça De vez em quando, vendo televisão, eu e S. falamos essa frase, quando nos deparamos com programas inacreditáveis que, de tão ruins, viram ótimos. Dá vontade de mandar para um amigo que more fora, uma fita cheia desses momentos.

Como o Wagner Montes ontem, não vou entrar em detalhes para não ter problemas, mas ele estava, como direi...deixa pra lá. Falante. Ele manda recados para as donas de casa, usa muito duplo sentido, canta as mulheres do testemunhal. O câmera fica horas focalizando a bunda da senhora do cafezinho e o e ele comenta "Que Jaca, hem?". Pisca o olho pra dizer que não pode dizer que ele é candidato a deputado federal, diz que a sua equipe é uma família blablablá.


À base de Doritos e coca-cola.





Quem faz aniversário no mesmo dia que eu, 28 de novembro: Baptiste Lully, William Blake, Friedrich Engels, Alberto Moravia, Claude Lévi-Strauss e Ed Harris.


Sensacional. Peguei no Elesbão.


Viva Santo Antonio!


"Se Boticelli estivesse vivo hoje, estaria trabalhando na Vogue" Peter Ustinov


Resumo do dia Almocei com Kastello e Helena, no Bistrô da Ponte, no Jardim Botânico (Helena me deu uma blusa linda que ela comprou na Espanha). Conversamos muito e foi bom, pena que uma hora de almoço é muito pouco para colocar a conversa em dia. Qual não foi minha surpresa ao ver que o garçom era meu amigo Renatinho. Fiz marcadores para o dia dos namorados e vi Os Normais, enquanto colocava os álbuns em ordem.


12.06.02
O futuro chegou Kortrijk, na Bélgica, vai ter árvores artificiais móveis. Ficarão sobre rodas e percorrerão regiões pouco arborizadas. A idéia é que as pessoas que moram nesses lugares sintam-se em meio à natureza sem precisarem ir para outros lugares.

Mentira Cientistas de uma universidade da Escócia concluiram que as mulheres mentem melhor que os homens. Os homens hesitam no meio da frase e pausam a fala. As mulheres são mais fluentes no discurso não verdadeiro, disse um dos linguistas que coordena o estudo.

Indenização O Mc Donald's vai indenizar em 10 milhões de dólares alguns membros de seitas hindus. Motivo: usou óleo animal para fritar suas batatas mesmo sabendo que eles são vegetarianos

(Notícias retiradas da Isto é, que só chegou na minha casa terça. Isto foi)









O dia dos Namorados
pra mim é todo dia.
Não tenho dias marcados
para te amar noite e dia.

O dia 12 de junho,
como qualquer outro, diz
(e disso dou testemunho)
que contigo sou feliz.

Carlos Drummond de Andrade







Reencontrei Fernando Torquato.. No outro dia, Helena e eu estávamos aguardando mesa no Celeiro e ele estava terminando de almoçar. Deixei minhas Angélicas com ele, enquanto conversava com umas amigas que estavam por ali. Só depois que ele foi embora, nos tocamos que eu deveria dar as flores pra ele. Seria uma gentileza e além do mais elas não estavam com jeito de quem iam aguentar o pique que ainda estava por vir. Fomos eté o apart hotel onde ele mora (o mesmo do João Gilberto), e deixei as flores com um bilhete: "Cuida delas pra mim.". Hoje ele agradeceu e disse "suas flores perfumaram a casa por uma semana". Fiquei feliz.


Falta de sorte, ontem, 5 minutos depois de sairmos da Livraria da Travessa, João Bosco se juntou a Aldir Blanc para fazer as pazes e cantar. Disseram que foi tão emocionante que ele chorou.



1:35 Fui no lançamento do livro Estilo no Trabalho, de Julinho Rego e Heloísa Marra, no Copacabana Palace. Ruy Castro e Heloísa Seixas, Sergio Augusto e ainda Guilherme Araújo, Mr. Wonderful, e todo o mundo fashion do Rio de Janeiro que deselegantemente furava a fila; uma fila que não andava nunca. Depois fui pro Cipriani, tomar champanhe e comer salmão com torrada, umas torradinhas que de tão fininhas e delicadas quebravam no meio do caminho. Antes de irmos embora, deitamos nas espreguiçadeiras de frente para a famosa piscina.

Elisa C. estava linda de bata indiana branca e sutiã preto, com a alça aparecendo. Uma pulseira Chanel em cada pulso, iguais.


10.06.02

NÃO SE USA CRASE

Antes de palavra masculina. Exceção: quando há uma palavra feminina oculta. Sapatos à Luís XV (à moda Luís XV).
Antes de artido indefinido: Chegamos a uma conclusão.
Antes de verbo: A partir de seis da tarde.
Antes de expressão de tratamento: Vou dar um presente a Vossa Excelência.
Antes de pronomes pessoais, indefinidos e demostrativos (exceto nos casos de "aquele", "aquela"e "aquilo"): Contarei tudo a ela.
Quando o a está no singular e a palavra seguinte no plural: Mandei o email a várias pessoas.






09.06.02
Domingo Almocei na casa de Helena, com Elisa. Nhoque de semolina com molho de tomates quadradinhos, beringela ao forno, peito de frango e salada verde. De noite fomos a inauguração da Livraria da Travessa, a segunda em Ipanema (lembrei muito de você, AnA!). Enfim uma megastore com personalidade. A loja tem 800 metros quadrados - maior que o apartamento da Galisteu! - e é bárbara. Teve roda de samba com o Aldir Blanc e o João Bosco também estava por lá. Mauro Ventura (beijo!) também assinou o ponto mas eu não vi. Comprei pré-datado para o dia 9 de julho: Como e Por Que Ler, de Harold Bloom, uma viagem pelos grandes textos da literatura universal & A Escrita Memória dos Homens de Georges Jean, sobre a aventura da escrita desde a Suméria, há 5 mil anos.


O assassinato de Tim Lopes vai ficar por isso mesmo?


Biografia Um dia eu estava na fila do pão, da padaria Biruta, em São Conrado. Estava com meu filho no colo, ele tinha poucos meses. Distraída, ouvi um "nenémtchucotchucotiti" e vi que alguém pegava no pezinho dele, carinhosamente. Era o presidente Figueiredo. Anos depois eu o encontrei nas Lojas Americanas em Ipanema, a saúde frágil, com um segurança. Era Natal e ele procurava a boneca Angélica. Ninguém olhou pra ele e eu me lembrei da entrevista polêmica que a Dina Sfat deu num programa de tevê, onde ela dizia que tinha medo de generais.

A vida é muito estranha.


08.06.02
Sábado de noite Amarula com gelo.


Tarde eu te amei, beleza tão antiga e tão nova. Eis que habitavas dentro de mim e eu lá fora a procurar-te! Santo Agostinho


A coisa mais chata que tem é você passar por um lugar e ver uma coisa e ter sempre o mesmo pensamento. Não sei se é assim com todo mundo, comigo é inevitável. Tipo, passo no gasômetro e me lembro que iam explodir aquele troço; passo no Bradesco e o logotipo sempre me remete à assinatura do Pelé. Nhé.


Duas da manhã Almocei com Ayrton, no Fazendola. Precisava fazer isso mais vezes. Encontrei K. sem querer. De noite fui à uma festa linda, no Bosque da Gávea.


07.06.02
Blogueiros de NY. 


                                                          Casa dos artistas




A casa do ator Val Kilmer



A casa da Adriane Galisteu Adoro casas. Chego a sonhar direto com elas. São casas lindas, modernas, de subúrbio, grandes ou pequenas, não importa. Quando eu era pequena, minha mãe, professora, tinha por hobby olhar casas e nas suas férias costumávamos visitar apartamentos à venda ou para alugar, só para nos divertirmos.


Conheci muitas casas e entre elas, uma achei particularmente linda: a casa do cineasta Zelito Viana, no Cosme Velho. Tinha até um gato dormindo na janela, pra completar o que considero a casa ideal. Uma casa legal tem que ter bichos passeando por ela e mostrar que existem pessoas morando ali. Nada pior do que uma casa artificial, por isso fico com um pé atrás com decoradores. Nem que eu fosse milionária eu teria um decorador. Casa tem que ser decorada pelos moradores.

Fui também na casa do Chico Buarque, na Gávea Pequena, quando ele ainda era casado com a Marieta. Gastei mais tempo olhando o escritório, onde ele fazia suas músicas. Piano, escrivaninha e as paredes tomadas por fotos p&b do Politheama em ação. Embora sofisticada, a casa tem vida. A da Lucélia Santos, onde fui ver o Lula expor sua plataforma (coisa que eu a-do-ro, espero ter muitos destes programas esse ano), é linda e fica na estrada que sai do Alto da Boa Vista e vai dar na Barra. Mas Lucélia não se liga em decoração (eu acho) e seus sofás são do Ponto Frio (eu acho), de curvin.

Tudo isso pra contar que não resisti e comprei a Vogue Casa: Adriane Galisteu abre sua nova casa. Vou ver junto com você: Setecentos metros quadrados, Higienópolis (claro), móveis lindos, italianos e caríssimos. Adriane básica, de cabelos mais escuros e esticados pra fazer um composé com o cenário. Tudo é, como não poderia deixar de ser, clean. Espaços brancos e tudo mais que os decoradores amam. Tudo muito bonito e muito artificial, às vezes até demais – ou a apresentadora está mesmo lendo os livros estrangeiros que estão na cabeceira da cama?



06.06.02


Televisão na quarta O ex-governador do Rio foi ao programa Saia Justa. Sua sorte foi ter ficado rodeado de paulistas, que não tinham noção do seu desempenho político. Garotinho não falou dos seus planos de governo mas contou o quanto ama sua mulher, do seu amor por Jesus e que sugere que todos os seus filhos, homens e mulheres, se casem virgens. Ele tem 42 anos e a tendência é, quando ele ficar mais velho, se tornar um representante peso-pesado da direita no país. Monica Waldvogel, a única que sabia mais ou menos onde o galo cantava, não pode fazer muitas perguntas por que as outras mulheres estavam deslumbradas demais com a presença do político. Só faltou chamarem ele de fofo. Então fica combinado que mulher não entende mesmo de política.


Em Os Normais, Giulia Gam tinha um blog.


As Melhores Frases de Filmes Dublados (12)

"Iiihh Misifi, tu num vai murrê agora não! O Coisa ruim acha qui ainda num é tua h"Iiihh Misifi, tu num vai murrê agora não! O Coisa ruim acha qui ainda num é tua hora, saravá meu pai!"

Brad Pitt, em Encontro Marcado e quando vai conversar com uma preta velha doente incorpora um pai de santo. A voz é da Tia Nastácia!


Hahaha.



05.06.02
Blog se aprende na escola?


A Universidade de Berkeley passou a oferecer uma cadeira de weblogs em seu curso de jornalismo. Desde segunda-feira, blogs passaram a fazer parte do leque de opções da grande imprensa.

Do artigo de Pedro Dória, no site No Mínimo.


Aquele amor? Nem me fale
Armando Freitas Filho

Dona Rosinha deu entrevista a CBN e repetiu 95 vezes o nome do marido. Amanhã a entrevistada será Benedita.


                                          Set
   
    Jeanne Moreau - Jules e Jim



Hoje é dia do meio-ambiente. Duas dicas do caderno de informática da Folha de S. Paulo.

Para saber sobre animais do mundo inteiro.
O que pode e o que não pode ser reciclado.




Je vous salue, Marie pleine de grâce,
le Seigneur est avec toi.
Tu es bénie entre toutes les femmes et Jésus,
le fruit de tes entrailles, est béni.
Sainte Marie, Mère de Dieu, prie pour nous, pauvres
pécheurs, maintenant et à l'heure de notre mort.
Amen.


Tem mais aqui. Aproveitando pra mandar um beijo pra Maria :o***


04.06.02
Dicas do genial Pulso único: um site de fonte usadas nos logos de bandas, filmes, seriados e marcas famosas. E um outro ótimo de comerciais.


"Gentleman é o homem que não fere os sentimentos de outro sem querer" Oliver Herford








Centro da cidade, fui muito xingada. Existe um ritmo para se andar que não obedeço, caminho como se estivesse na orla, e isso faz com que as pessoas tropecem em mim, e em vez de eu xingá-las, elas que se sentem no direito de me xingar. Enfim. 



Morreu Fridrich Schaechter, o inventor da melhor caneta do mundo, a bic (patenteada pelo francês Marcel Bic). Mr. Schaechter não só inventou a caneta esferográfica, como também o isqueiro a gás e o aparelho de barbear descartável. Tinha 78 anos e estava trabalhando num projeto de canetas especiais para a Nasa.


"Existe uma única benção, a fonte e pedra angular da beatitute - a confiança em si mesmo" (Sêneca)



03.06.02
A empresa de consultoria Edelman Finacial Services calculou que uma dona-de-casa nos Estados Unidos deveria ganhar mensalmente 53 mil dólares. Afinal, elas prestam serviços de chefes de cozinha, babá, analista de sistemas, motorista, enfermeira, assistente social e nutricionista, tudo numa mesma jornada de trabalho. O Jornal da Tarde, de São Paulo, adaptou a pesquisa e concluiu que uma dona-de-casa no Brasil seria de aproximadamente 12 mil reais. (Isto É)


As manias dos presidentes

Deodoro da Fonseca (1891-1894) teve muitos amores. A mais marcante foi a gaúcha Adelaide, que o trocou por Gaspar Martins, um dos seus grandes desafetos políticos. / Prudente de Morais (1894-1898) - Gostava de ler e escrever em pé. Nunca abria sentado um jornal. / Washington Luís (1926-1930) Tinha o apelido de "o rei da fuzarca". Adorava festa e bailes carnavalescos. / Getúlio Vargas(1930-1945, 1950-1954) Só jogava golfe com bolas que tinham seu nome escrito e jogava ping pong todos os dias após o almoço. /Fernando Henrique (1994-...) É famoso por sua sovenice. Tem fama de agradar às mulheres. (Revista Isto É)


Cuidado com o mouse!


Brasil!


02.06.02


Ele disse, ela disse

"Sandy (Sandra Bullock) está apaixonada por mim, e eu realmente gosto dela, mas para mim é apenas sexo." Hugh Grant, ator inglês, confirmando boatos de que estaria namorando a colega americana

"Ficamos de mãos dadas e demos uns beijinhos, mas ainda não chegamos às vias de fato." Sandra Bullock, confirmando o namoro, mas negando o sexo (Veja)


Gafe é bom pra se contar depois. A situação de desconforto some e dá lugar a uma lembrança engraçada. Eu trabalhava num centro cultural e meu caderninho de telefones era história da humanidade em números. Fui ligar para uma amiga, Maria Clara, para convidá- la para ir lá pra casa, jogar Imagem & Ação.

-Oi, Clarinha
-Oi...
-Vamos lá pra casa jogar, hoje de noite?
-Hoje de noite? Ah, não posso...
-Ah, Clarinha! Vambora, vai todo mundo...
-Tenho um compromisso hoje de noite...
-Que mané compromisso...Vamos!
-Infelizmente não posso...

Sem querer bati os olhos no caderninho, aberto na letra M. Desliguei rápido, num reflexo. Tinha telefonado para a Maria Clara Machado.


01.06.02




Resumo de sábado: Moet Chandon no quiosque, fabricante de armas, Renoir na sala, almocinho na Cris, mergulho no posto 9, piquenique francês, flores roubadas, Marilyn Monroe.


Ficamos no posto 9, conversando e tomando champanhe que a Cris trouxe, junto com balde de gelo. Foi muito bom. As pessoas iam chegando para um papinho rápido, Walter Poyares (há mais de 40 anos assessorando o dr. Roberto), Sebastião Nery. Gloria Maria passou disfarçada, cheia de botox e chapéu tapando o rosto. Almoçamos com Cris e Eduardo, foi bom demais. Planos para o futuro. Ambições existenciais. O piquenique também foi delicioso, aniversário do Gilson Martins. Eu não conhecia o Parque do Penhasco Dois Irmãos, no Alto Leblon, que lugar lindo! De noite assistimos Quanto mais quente melhor. Não fomos à festa de casamento, muitas emoções, bicho.