26.12.10

Beijos. Volto em 2011.



                             national geographic


Não esqueça coloque identificação na coleira do seu cachorrinho ou gato. Muitos, muitos mesmo, fogem no Reveillon com medo dos fogos de artifício.

Sobre ontem à noite gaivotas e espuma de ondas prateadas. 


Fagundes - Extra



Fomos almoçar no Lorenzo. Fernando Henrique estava lá. Usava camisa de manga curta quadriculadinha azul clara, própria para sua idade, como comentou meu irmão. Chegou com sua nora Van Van. Depois chegaram as netas e o filho. Ele foi delicado com o garçom, e fez piada. Uma das coisas que eu gosto é saber que ele trata todas as pessoas de maneira igual.

G. pagou o almoço, que deve ter sido caro. Mas o que mais me causou espanto foi ver que os preços eram muito semelhantes aos da Pizzaria Diagonal, um dos poucos lugares que estavam abertos ontem. Oi?


25.12.10
Esqueci o nome do seu pai, da sua mãe. Esqueci o nome de todas as padarias, pizzarias, lanchonetes. Da cidade onde você nasceu. Dos bares gêmeos. Esqueci o nome das ruas, as cores das casas da vila, o nome dos teus filhos. Simplesmente não lembro mais. Eu, que guardava sua vida com carinho num coração aveludado e kistch.



Como seria o nascimento de Jesus em tempos de internet?
Muito genial.

Via @ladyrasta



23.12.10
Quando era pequena, sei lá, até os 8 anos (aquela que demora a amadurecer), todo bilhetinho ou carta que eu escrevia terminava da mesma maneira: Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Não importava o mês. Ahaha. Natal é Cafona? É. E Reveillon? Cafona demais. Mesmo assim desejo a todos um feliz e um próspero. E que Deus proteja todos nós, incluindo os ateus.
.


Paraíso artificial A primeira vez que fui à Prainha, em Arraial do Cabo, uma das mais lindas do Brasil, Lúcia comentou: É como Cancún, só que não é artificial. Fiquei com aquilo na cabeça. Cancun era artificial? Um piscinão azul? Na Prainha andamos de barco; uma gruta maravilhosa, tartarugas, golfinhos. E Cancún? Anteontem uma pessoa me explicou. Disse que também tem grutas e peixes enormes, só que as grutas são colocadas lá pelo homem. Os peixes idem. Oi? 

21.12.10
Terça-feira, noite Los Cardos e polenta.



Fase azul





20.12.10

Cuidado Segunda passada fui ao brechó pagar um lance que eu estava devendo, só se falava de umas cápsulas indianas chinesas para emagrecer, tinha aparecido na Revista do Globo, o Mundo Verde já tinha vendido 400 unidades e fui correndo comprar as minhas. Chama-se Divine Shen, e é feito com cascas de laranja. Ela ficou com insônia. Hoje A. me disse que o remédio era perigosíssimo, deu no Fantástico. Vou no site, leio por alto. “É uma bomba relógio de caráter cardíaco, neurológico, que pode devastar o organismo humano”, diz o promotor de Justiça Jose Reinaldo Carneiro. Que tal?

Parei de tomar ontem porque estava muito apática, não sei se era efeito da cápsula, mas achei melhor parar quando soube que tinha efeitos colaterais. Esta noite passei horrivelmente mal, e ainda não melhorei por completo. Não só de casca de laranja é feito o produto: "A sibutramina é usada pra baixar o apetite. Como já dissemos, é proibida em vários países. No Brasil, é medicamento de tarja preta. Só pode ser vendido com receita azul, numerada, e a farmácia não pode devolver a receita. Entre os efeitos da sibutramina estão pressão alta, coração muito acelerado e palpitações."

Tem mais: se a pessoa tiver problemas cardíacos, infartos à vista. Diabéticos foram parar no hospital. O Ministério Público quer que os responsáveis pelo Divine Shen respondam por crime contra a saúde pública. A pena mínima: 10 anos de cadeia. “É o dobro da pena que a gente aplica pra traficantes de entorpecentes”, revela o promotor de Justiça Jose Reinaldo Carneiro.

Então tomei tarja preta durante uma semana. Olha o perigo. Mais coisas terríveis aqui.

Se eu soubesse que eram chinesas - a caixinha dourada parece indiana - não teria usado: 1) Não confio na China 2) Odeio a China, tipo, com todas as minhas forças.



19.12.10
Colagem em verde






Fiquei passada quando soube que Joanne Rowling, mais conhecida como J. K. Rowling, autora de Harry Potter, precisou usar iniciais porque a editora queria que pensassem que era um homem. Oi, século 21, tudo bem?

Uma das coisas que mais odeio no mundo é procurar. No momento procuro uma legging preta. Melhor dizendo, desde anteontem procuro uma legging preta no meio das montanhas de roupas para lavar e para passar. A diarista faltou dois dias seguidos, e não sabe que já dançou. Uma das coisas que mais odeio no mundo é procurar. No entanto, é o que mais faço. Diariamente, o tempo inteiro. Cadê meu livro, minha caneta, minha camisa, a identidade, meu caderno, minhas luvas de borracha, aquele episódio do Seinfeld, o grampeador, meu batom, a tesourinha, aquele lance de cortar queijo, meu celular, meu visa eletron, a pinça. Cadê? Cadê? Uma das coisas que mais odeio no mundo é procurar. No entanto, é o que mais faço.

Domingo Peguei o táxi de um policial (coisa comum), só que ele era polícia federal da Fronteira, mais que Bope. Coloque no liquidificador os seguintes rostos: Agnaldo Timóteo, Pery Ribeiro, Tenente pincel e Antonio Grassi. Há quem goste. O negócio não é esse. Ficamos conversando, fiz todas aquelas perguntas.

- Desculpe perguntar, mas o senhor já fez aquele lance do saco?
Ficava alternando senhor e você.
- Claro! Qual o problema?
- Meus Deus! Já, como vou dizer, tirou a vida de alguém?
- Claro! Matei muito bandido, por mim matava todos.
- No grupo social em que eu vivo é terrível aquele lance do saco, o fim da picada
- Que isso, vocês não sabem de nada.
- O senhor fez todas aquelas coisas nojentas que as pessoas fazem pra entrar no Bope?
- Fiz mais.
-  Meus Deus! Não é horrível?
- Que horrível o quê! Aquilo é pra homem. Quem não aguentar sai.
- Pede pra sair.
- Exato, pede pra sair.
(Pessoas que falam exato)

- Não teve uma hora que o senhor quis desistir? (Explico que tenho um blog e que vou escrever sobre isso)
- Que desistir? Desistir de quê?

Ele se amarrou em mim, e já estávamos conversando como se fosse bar. Fiz todas as perguntas tipo o senhor acha que bandido bom é bandido morto?
- Claro!

(Bandido bom não é bandido, como diz o Haroldinho)

Argumentou:

- Gosto do perigo, gosto de nadar depois da arrebentação. Tem que estar preparado. Se vc tivesse fome em alto mar, comeria o braço de um cadáver?
- De jeito nenhum, comeria a minha roupa.
- Então, você não pode ser da polícia. Me perguntou várias coisas, e eu dizia claro que não, e ele "Então, não pode ser da polícia" - sempre confirmando sua teoria.

Qdo chegou na porta da minha casa continuamos a conversar e ele disse "Peraí", desligou o carro e ligou o ar. Ficamos conversando uns 35 minutos ou mais, ele não tem medo de nada, é um homem preparado para qualquer coisa. Disse quantos bandidos morreram no Complexo do alemão.


- Dizem que os traficantes sairam de táxi...

Ele me corrige, mas esqueci qual o meio de transporte. "Agora deixa seu amigo trabalhar", disse, dando aperto de mão. Eu amo essas coisas.

(Pat, sagitário!)



18.12.10
16.12.10


Outra - não lembro quando aconteceu. Os dias estão todos embaralhados, de tanta agitação. Fui comprar uma rasteirinha na loja em frente a Secrets de Famille, objetos para casa, caríssima, fica colada ao restaurante da Chez Anne. Bom, está enrolado, só mesmo quem conhece o Shopping da Gávea entende. Lila, do brechó, estava lá conversando com Bia, uma vendedora, fizemos amizade em dois minutos, mesmo sem conversamos. Super energética -----> eu.

Então experimentava uma rasteirinha, e ia correndo mostrar, pra elas me ajudarem a escolher: todas eram lindas. Na quinta vez, suponho, quanto entrei traaaasc, craash, quebrei várias cúpulas de castiçais, várias.

Quis morrer.

"Não tem importância", todas disseram. Quatro mulheres, sendo uma gerente.
"Os objetos não deveriam estar no chão"
"Por favor, eu gostaria de me responsabilizar..."
Não tinha outra saída. Um prejuízo dos bons.
"Imagina! Imagina!"
Sem-graça-mandou-lembranças. Uma delas trouxe um copo de água, eu não estava nervosa para copo de água, estava chateada e queria pagar o estrago. Que saída?
"Que isso! Que isso! Imagina!"
Os objetos de vidro no meio da loja, porque estavam conferindo o estoque que tinha acabado de chegar.
Me deram um copo de água, quando eu provei, era com gás e muito gelada. Fui aos céus.

B. Mazzeo estava pertíssimo, bebendo café. Mas não ouviu a barulheira porque estava flertando com ele mesmo. Brincadeirinha.


Oi, cherry.








Mary-Louise Parker



Semana passada foi tão corre corre, esta também.

depois do aniversário de V., fomos a um bar chamado Antonio's. Éramos três querendo terminar um assunto. "Vamos pra outro lugar?". Fomos. Antonio's: o santo nome em vão. Achei o ponto sinistro, e estavámos no meio da calçada. Não é proibido?

A Lapa não estava igual ao dia que fui com Carlos. Um lugar cheio de charme e vários grupos, sem estresse. Dessa vez parecia que eu estava num pesadelo, tanta gente, praticamente uma micareta. Tudo lotado etc. Então acabamos na calçada, bancos de barril - em que anos estamos? 1970? Daí continuamos a conversar, mas fomos muito importunadas, óbvio, nem sobrava calçada pra pessoa andar. Os tipos mais inconvenientes, as situações mais constrangedoras, humilhei dois homens (inclusive) etc.

Foram muitos pedintes. E vendedores. E bêbados. Muitos. Um cara, gerente da Caixa, disse ele, sem ninguém se interessar, o cara estava muito louco, a ponto de termos que chamar o garçom. Também aconteceram outras coisas:

Um homem negro de barba branca veio na nossa direção, e eu disse "Ah, não, já dei todo o meu dinheiro". Era mentira, quando abro a bolsa fico toda embananada e nervosa, porque a pessoa está me esperando, que acho nota de cinquenta, moedas de 5 centavos, mas nunca dois reais. Enfim, eu disse aquilo. E ele, com muita classe:


- Só vim pedir o isqueiro emprestado.

Fiquei tão constrangida, "Sabe o que é, muitos vendedores". Ele olhou pra mim e sorriu como quem diz "Sei". Fiquei sem gracíssima, e triste.

O rapaz veio pedir dinheiro. Era o milésimo.


"Pelamor, toda hora alguém pede dinheiro".
Ele não falou nada. Dali a pouco:
"A senhora pagaria um guaraná pra mim?"
"Claro".
Depois de um tempo:
"Pode ser fanta?".
Uma flecha espetou meu coração. O rapaz entrou para pegar o refrigerante, voltou.
"A senhora poderia pedir pra mim? Se não eles dão quente".

Desculpe, mas que escr*tidão é essa? Como as pessoas podem ser tão más?

Logo a seguir, outro rapaz veio pedir alguma coisa.
"Ah, não, toda hora dinheiro."
Ele:
"Vim perguntar se posso pegar a latinha."
Senti tanta vergonha. Demos a ele, que colocou num saco com várias outras.

Muitos pedintes, muitos vendedores.



Não sabia que o Eike Batista tinha comprado o Bolsa. Confere?


blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablablá.
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablabla
blablablablablablablablablablablablablablablablá



Querido diário Ah!


15.12.10





"Quem não teve namoradinha que já fez aborto?" - Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro.



Pegadinha Nina, a musa do brasileirão, veio aqui em casa participar do vídeo do Francisco, que vai ao ar amanhã. Ela trouxe a coroa de miss para fazer uma cena, e depois da gravação pedimos pizza. Quando o interfone tocou, MC e eu perguntamos se ela topava abrir a porta usando a coroa. Topou. Short e coroa. Nos escondemos. O cara da pizzaria ficou sem noção, hahaha, não sabia o que dizer. Minutos depois do elevador descer, toca interfone - ele volta. "Fiquei tão abestalhado com tanta belezura, que esqueci de entregar o refrigerante". Hahaha. "Quase esqueço de entregar a pizza". Foi ótimo para ambas as partes. Nós rimos muito, e o cara vai ter uma boa história pra contar. Simplesmente adoro quando a vida é assim.

:S



13.12.10
In love O Rei está namorando.


12.12.10



Retrospectiva Dedicadas 

Meu caro amigo, de Chico Buarque: para Augusto Boal
Branquinha, de Caetano: para Paula Lavigne
Menino do Rio, de Caetano: Petit
Debaixo dos caracóis dos seus cabelos,de Roberto e Erasmo: para Caetano Veloso
Vera gata, de Caetano: para Vera Zimmerman
Tigresa, de Caetano: para Sonia Braga
Trem das cores, de Caetano: para Sonia Braga
O mundo é um moinho, de Cartola: para sua filha, que estava saindo de casa.
Drão, de Gilberto Gil: para Sandra Gadelha
Queixa, de Caetano: para Dedé
Detalhes, de Roberto Carlos: para Silvia Amélia Marcondes Ferraz
Carolina, de Chico Buarque: para sua tia, que tinha um grave problema de saúde.
Você vai me seguir, de Chico Buarque: para Nina de Pádua.
Argumento, de Paulinho da Viola: para Caetano.
Lígia, de Tom Jobim: para Lygia Marina, na época mulher de Fernando Sabino.
Night and Day, de Cole Poter : para um namorado. Existe uma especulação de queI've Got You Under My Skin foi dedicada à heroína.
Cartola compôs Tive sim para sua mulher, revelando um romance que mantinha há 23 anos fora do casamento.



80 Não assisto o programa do Sílvio Santos, mas gosto de saber que ele está lá. A elite intelectual esnoba. Ou esnobava. Um beijo então para cara da televisão brasileira. Algumas curiosidades sobre o animador, retirada da deliciosa listinha publicada na Revista da TV:

Ele malha de domingo a domingo. Faz uma hora de esteira enquanto assiste programas estrangeiros e filmes. Adora lavar louça. Tem seu próprio fogão no camarim onde gosta de fritar seu próprio bife com queijo. Adora assoviar. É fanático por cinema e assiste filmes diariamente em DVD. Exigência: que todos os banheiros do SBT estejam impecavelmente limpos. Gosta de ler biografias.

Não sei se ainda faz análise. A gente tem uma visão tão estreita das pessoas que qdo soube disso fiquei pasma.



11.12.10


ffffound.com

Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, muitos afazeres, exames, sem tempo, sem hora até pra Dell. Oi? Se bem que esse notebook emprestado quebra um galho, sem internet nenhuma há tanto tempo, estaria com camisa de força. (DELETADO) Preguiça de falar o que a endocrinologista disse sobre alimentação. Um monte de papéis, vou ler aqui os assuntos que escrevi para colocar no blog. 1) Vidro - história legal, que aconteceu na quarta. Depois eu conto. Participação especial: Bruno Mazzeo. 2. Renkea, não é detox. Post longo que precisa de umas cinco revisões. Preguiça. Next! 3) A lata Ontem na Lapa, aniversário de uma amiga. Esticada tensa. 3) Acho sensacional o Laerte se vestir com roupa de mulher (esse post é só essa frase mesmo.) 4)Marco com minha amiga de infância almoçarmos juntas ... em fevereiro. Não desenvolvi a idéia. Next. 5) Saiu na revista da tevê um (Não completei. Não lembro o assunto). 6)

                                            
Salve, Noel Rosa!

                                               
09.12.10
                                                    ......



Lembra quando anunciei "E ainda hoje, bipolaridade e reencarnação"? Acabei esquecendo, é o seguinte. Quem leu o Diário sabe que eu tinha muita vergonha de ser bipolar. Porque não conhecia ninguém que fosse, só a Kay Jamison. Guardava o segredo a sete chaves pra ninguém pensar que eu era maluca. Anos e anos e anos sofrendo calada, para não dar bandeira. Agora é o contrário. Fico meio com vergonha porque todo mundo é bipolar. Parece que estou indo na onda.

(Outro assunto: respeito quem não quer contar. É o direito da pessoa se preservar. Cada um escolhe o que quer fazer. Ninguém tem obrigação social de contar).

É modinha no Baixo Gávea ser bipolar, a garota no bar disse pros amigos: Hoje eu tô muito bipolar.

Primeiro) Dizer que é bipolar é bonitinho, a palavra quica, quero ver dizer na roda do bar que é psicótica maníaco depressivo. Tá boa? Descobriu-se que nem todos os maníacos-depressivos são psicóticos, só o subtipo 1, pra quem gosta do método americano. As definições ajudam muito (Olavo que criou). No twitter tem vários nicks tipo @abipolar. Muita gente é mesmo.

Segundo) Reencarnação não lembro o que é. É outro assunto.

Terceiro) Sobre a moça do baixo: gostaria de perguntar perguntar Ei, conta como é qdo você fica chorando e quer morrer. Essa parte ela não conhece.

Uma coisa que confunde é: as pessoas não sabem que depressão é a grande estrela do Transtorno bipolar. O principal sintoma. Então, se vc não fica com depressão, nem sente "a dor em estado bruto", se liga, e agradece aos céus: você é alegre.

Gosto do fato da bipolaridade (ainda) estar na ordem do dia, porque ajuda muita gente. Descobri que oito entre dez famílias têm alguém bipolar. Ou Pânico etc. Não é pra ter vergonha, nem fazer como o carinha inglês que escreveu na camiseta:"Sou bipolar, e daí?. Ser bipolar não é uma benção. É horrível, dói, destrói a vida de uma pessoa. Vamos optar pelo básico ninguém deve se envergonhar de ter sinapses problemáticas; muito menos glamurizar a dor.




08.12.10


Querido diário, não posso reclamar de estar sem o meu computador, porque tenho um notebook emprestado que quebra o maior galho. Posso ver emails e escrever no blog. Se ficasse tanto tempo sem usar a internet já estaria usando camisa de força. Tipo. O pior é que não tenho como colocar notícias sobre os pobrezinhos, nem fazer a revisão da revisão do Diário; anotações para o terceiro livro, e incrementar o Caderno de Cinema (só consigo fazer todos de uma vez, por isso que). Meus dias têm sido agitados: gosto. O twitter me dava uma preguiça tremenda - é certo que, além de viciar, ele suga nossa energia, e engorda.

Estou fazendo um regime diabólico. Passo o dia bebendo água com limão. Refrigerante NOT. Quer dizer, só na rua. Não entendo: no final do ano passado eu estava tão magrinha que precisava dobrar meus jeans na cintura. Então comprei duas calças 36, que ficaram perfeitas. De repente nada mais cabe em mim. Amanhã vou ao endocrinologista. Marquei pensando que era nutricionista, ia desmarcar, mas o Zé disse que é a melhor pedida. Fazendo hora. Calor de rachar catedrais.

Estou a dois passos do paraíso.



06.12.10
Orgulhos do Brasil Outro dia assisti na GloboNews um programa sobre o Cartola. Ele que escolheu as cores verde e rosa para a Mangueira. Foi contínuo do Ministério do Comércio. Um dia desapareceu por completo e Sérgio Porto o encontrou numa garagem do subúrbio lavando carros. Se tivesse que ser lembrado por apenas uma música escolheria Acontece.



Relançaram o Lifeboy, e comprei por nostalgia alheia (no caso, do Antonio Bivar). O motorista de táxi me mostra tantos documentos que fico tonta. Faz uma denúncia incrível: quando os taxistas vão, anualmente, ao Pesos e Medidas para aferir o taximetro (não sei se o termo está certo) pagam uma taxa obrigatória de dez reais para dedetizar o carro. Só que não há dedetização nenhuma. O motorista já sabe, mas mesmo assim pergunta, pra ver o que o cara vai responder.

- e a dedetização?
- tá brincando com a minha cara?

Me mostrou o cartão, a firma de dedetizaçao é razoavelmente conhecida. Não vou falar o nome porque não quero morrer na mão dos mafiosos. Cruzes.

Ainda sem computador, mas pelo menos a garantia é até 2013. Serpente de ouro; o homem duplicado; água com limão. Sonhei sonhos repetidos.

(Parte do texto deletada. Motivo: chatice)

Michel Melamed comprando livro na Travessa, onde tomei um maquiado. A um passo do cheque especial. I'll handle it from here.




04.12.10



Amor e inocência




Não raramente, Saramago é o autor predileto de quem não lê. Nunca li um livro inteiro, acho intelectualmente sofisticado pra mim, o que o torna cansativo. (Muitos livros generosamente ficam à espera da gente). No entanto posso dizer que adoro o escritor, sua personalidade, senso de humor, pensamentos, entrevistas. Era uma das minhas pessoas prediletas. Queria que ele fosse meu avô, e tivesse me influenciado intelectualmente muitíssimo .

José e Pilar. -------> Saramago é pessimista e melancólico. Pilar é uma jornalista corajosa e feminista - em uma cena conversam sobre as eleições americanas, tipo Obama vai ganhar, e Pilar torce para Hillary Clinton, seu discurso é quase histérico. O escritor - uma doçura, balança a cabeça discordando, e ela enumera as qualidades políticas de Hillary. Alguém comenta que Pilar é muito radical. Ela responde: "Tenho que ser radical pra compensar as mulheres que não são feministas ." Incansável ("Temos a eternidade para descansar"), não admite chorar, e vive intensamente. Certa altura, Saramago diz que sem ela seria mais velho. Viajam muito, por vários países. São conferências, homenagens, noites de autógrafos, estréias - "Vocês queriam que ele ficasse sentado numa poltrona com o cobertor cobrindo as pernas? - pergunta Pilar. Dá pra chorar quando o escritor lê em off as dedicatórias dos livros que escreveu: todas para a mulher. Uma delas: "À Pilar que ainda não tinha nascido, e tanto tardou a chegar”. Quero um amor assim. Na casa tem dois vira-latinhas. Participação especial de Gael Garcia.



Resumo de sábado José e Pilar, papos, capuccinos, canga, e Cancun.


03.12.10
1) A Câmara dos Vereadores aprovou uma emenda que prevê retirar 23 mil táxis das ruas do Rio. As pessoas querem trabalhar, mas os políticos não deixam. Serão 23 pessoas desempregadas, na verdade mais, já que muitas vezes um só veículo é usado por duas pessoas, pai e filho, por exemplo. Espero que o prefeito Eduardo Paes vete este absurdo. 
2) Na primeira oportunidade vou assistir a entrevista de Luiz Eduardo Soares, no Roda Viva. Me contaram que é fundamental para mostrar que as coisas não são exatamente como parecem ser. 
3) Fui ver Você vai encontrar o homem dos seus sonhos, do Woody Allen. É um filme para quem gosta do cineasta, meu predileto. 
4) Li no Segundo Caderno que três homens num caminhão roubaram o pombal de um ambientalista, da SOS Aves. Era um trabalho super. O pombal monitorava 60 pombos com higienização, alimentação e retirada dos ovos das casinhas. O objetivo era não deixá-los procriar. É o tipo da notícia que me dá vontade de voltar pra cama. Faço um esforço enorme pra gostar de gente. 
5) Sonhei com uma paisagem composta apenas de árvores brancas.

*Ilustração daqui



01.12.10

Acho ultrasexpop o Capitão Nascimento ser comentarista de segurança da TV Globo.

Televisão dia de boas notícias em família! Duplamente! Salve!

\o





Às vezes tenho vontade de escrever coisas que eu não quero que ninguém leia.