31.05.12

O mestre


30.05.12


                                                                 Chega de americano

Os ouriços comem todas as mangas da árvore. Nete fez pão de ló. Terminando Garcia-Roza com pena. Hoje roubei uma revista do consultório médico. Toneladas de coca-cola, escondidinho de legumes. Não ganhei na megasena que rodou hoje. F. trouxe uma Contigo. Ontem foi o dia mais quente do ano? O porteiro me entrega cinco envelopes. Parem com isso já, Wagner Moura é rei.





A mais genial das brasileiras. Sem mais.



28.05.12
‎- Te mandei um email.
- Pra qual email você mandou?
- Ah, pro de sempre.
- Não recebi. Você deve ter mandado pro errado. Você sempre faz isso, Chico.

(Chico Buarque e Thaís Gulin, na fila do embarque da ponte aérea)


Sou incrivelmente rápida para achar uma foto, cortá-la, colocar moldura, copiar, colar. O problema é que sou compulsiva. Por isso, agora, às duas da manhã, ainda vou tirar as compras do supermercado, colocar cada coisa no seu lugar, dar uma arrumada na casa, ler um pouco, e acordar às oito. (Soube que o Bradesco está comprando o Santander. Espirrei na pasta Primavera?). 

Super acelerada & sem medo da rebordosa que virá depois. O que vão fazer com os 1700 moradores do Lixão da vida real? A moça da padaria do Zona Sul falou para o colega, que carregava uma cesta de baguetes: "Gosto de trabalhar domingo por causa do meu filho. Daí num domingo eu compro biscoitos pra ele levar pra escola, no outro compro leite e Nescau".

Por hoje é só.




Meu novo Tumblr: Chega de americano.



25.05.12
A estante do delegado Espinosa só funciona mesmo na ficção. Quando mudei pra Gávea, a parede do meu quarto era larga e fiz uma dessas em frente à cama. Está certo que não foi da maneira correta, como a do policial do Garcia-Roza: empilhados - quase até o teto, e fileiras de livros na horizontal como se fossem prateleiras. Que seja. Não funciona na vida real. Tive um namorado que perguntou: "Mas como você consegue pegar um livro pra ler?" Respondi: "Não pego". Espero que ele tenha notado o tom de humor da resposta, mas é provável que não. Como pegar aquele do meião? Pega um, desaba tudo.






David Karp.



"David Karp tem 25 anos, é alto, magro, tem olhos verdes, namora uma chef chamada Raquel, tem um buldogue que atende por Clark, gosta de seriados como "30 rock", é fã de David Bowie e dirige uma vespa pelas ruas de Nova York, onde nasceu e mora até hoje."

A diferença entre ele e você twitter boy, são 800 milhões de dólares. O criador do Tumblr, 55 milhões de usuários - é filho de um compositor e de uma mulher que trabalha na área de direitos autorais, da CBS. Karp gosta de assistir "The Officy" e "Big Bang Theory", e curtiu o filme Rede Social. Sua mãe chorou no final, pensando que o filho tinha passado pelas mesmas dificuldades que Mark Zuckerberg. O que não foi o caso. Se a história de sua vida for para as telas, ele gostaria de ver Johnny Depp fazendo o papel. "Seria um bom nome".

(À partir da matéria de Carlos Albuquerque, no Globo)




                                                        O que as sereias veem 



















ser

( via Angela Scott Bueno. Obrigada por compartilhar essa beleza.)



As campanhas "Salve o Planeta" são totalmente equivocadas, o certo seria "Vamos nos salvar". Lembra o aviso "Sorria, você está sendo filmado", que se fosse sincero seria "Cuidado, você está sendo filmado". O medo do planeta ser ainda mais devastado é resultado do nosso instinto de sobrevivência. No entanto eu, assim como milhões de pessoas, sofro pelas crueldades cometidas contra as florestas, os rios, os mares. A Terra não está nem aí para seus moradores, reina sozinha e absoluta. A natureza me comove. Ela requer respeito. Respeito que não é dado. Problema nosso.

Como não sou ufanista, ficaria mais feliz se a Floresta Amazônica pertencesse à Alemanha.

Espero que os vetos ao código florestal sejam menos danosos possível.
......

20:40 Globo.com Dilma faz 12 vetos e 32 modificações ao novo Código Florestal.
Acho muita coisa.


24.05.12


......




Ontem fui à galeria mais bonita do Rio. Quadros lindos, incluindo três Vik Muniz, sendo um deles gigantesco, de um cavalo. Acho ele talentosíssimo, super. Mas também meio kitsch. Se tivesse grana compraria esse do futebol, que na verdade é legal ver de longe, e minha sala não tem espaço para essa distância. Mesmo assim compraria. Bandeja de café em cima da mesa que muda de cor através de um delicadíssimo controle remoto. Jantar gostoso. Licor de uísque com gelo. Cheguei em casa quatro e meia da manhã, e acordei uma da tarde. Sou adolescente?


22.05.12
oi gente MUITOOOOO obrigada por toda essa demonstração de carinho .Vou ler tudo que vcs escreveram aqui pq pra mim é muito importante saber o que vcs acharam .Mais uma vez bgd .
Eu não ME SINTO BEM FALANDO MAIS DESSE ASSUNTO. Espero que vcs entendam e aceitem minha decisão. Eu não quero mais falar. Eu queria ajudar crianças que passam ou passaram pelo que eu passei, que elas falem, denunciem, não fiquem se sentindo culpadas. Mães ouçam seus filhos e acreditem em tudo que que eles falam, prestem atenção se eles mudarem em alguma coisa .
MEU SONHO É QUE UM DIA NENHUMA CRIANÇA SOFRA QUALQUER TIPO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.
Quando a gente sonha sozinho a gente chega longe,mas quando a gente sonha com muita gente, chega mais rápido e muito mais longe !
E aí, tamu junto ?bjs xu

Facebook.

ZzZZZZZZzzzzzzzzzzzzzZ



                                                             



De pijama, tomei banho, abajur e dois livros em cima da mesa de cabeceira. Faz frio, e abaixo a cortina japonesa. Diarista. Casa limpa, tão bom sair cedo, voltar no final da tarde, e encontrar tudo em ordem. Quanto a mim, desorganizo para organizar depois. Aguardar o prazer de ver Avenida Brasil. Vou arrumar os livros, ajeitar os objetos. Não tem flores. Talvez eu cate uma na rua. Ah, sempre que penso no blog me vem à cabeça duas coisas: a chaleira e a camélia. Terei que falar sobre o assunto para poder me ver livre. Precisava de uma chaleira. Rodei lojas. Mesmo nas mais caras (estou-só-olhando-obrigada) não encontrei. Não fui na Spice porque conheço os limites do meu contracheque. E também acho uma loja para otários, como diria Gabriel. Releia diálogo (bem) antigo:

Eu: Puxa 70 reais por esse saleirinho?
Vendedor: 700.

Tóim.

Lojas Americanas, etecétera. Bem, na casa & Vídeo finalmente achei. Mas era tão feinha. Um verde horrível, que não saberia definir, com uma vaquinha pintada. Comprei. Era pesada, como uma chaleira precisa ser. Ela foi entrando para a família. Porém, um dia vi uma chaleira prateada e preta, e muito barata.

(É preciso pegar a alça com pano de prato, com muito cuidado para não virar, de tão leve. Parece que vai despejar água fervendo no seu pé. Tem todos defeitos possíveis).

Eu não quero ser acumuladora. Onde sobra em um lugar, está faltando em outro. Coloquei a chaleirinha verde para adoção. PQP, que saudade. Agora vejo como gostava dela.

A camélia, rapidinho, foi assim: tem uma casa na rua perto da minha, de muro bem baixo, onde nasceu uma camélia. Um dia passei e vi. Sou deslumbrada. Meu coração deu um clique. Quanto tempo uma camélia demora para nascer? Vi aquilo como um milagre, em contraste com a casa cinza de poluição. Ela estava ali, tomando conta do jardim, só aquela brancura resplandia.

No dia seguinte passava em frente à casa com uma vizinha de rua. Daí ela viu a camélia. Disse "Oba, vou roubar essa camélia". Um tremor percorreu minha coluna vertebral. Daí ela se inclinou e arrancou a flor.




                                                               
A vida em Copacabana Fui ao médico, aceitei todos os panfletos, até achei pouco, queria fazer uma coisa. Que só estou pensando agora. Versa sobre artes plásticas.

Fui a bancos, paguei contas.Na calçada, um cego vendia canetas bics vermelhas, pretas e azuis, e também pilhas. Meu coração em pedaços.

Na pizzaria do supermercado, a Globonews transmitia a CIP do Cachoeira. Morri. Deveria estar em casa pra ver essa obra prima. Kafka. Minha filha disse que apareceram misses circulando. Vou assistir aqui. Tomara que tenha a íntegra. Só vi um político acusando o réu. O rosto dele era de pilantra. Vamos voltar a usar a palavra pilantra?

Vamos fazer algumas palavras voltarem a ativa, como Tarantino faz com alguns atores. Antes de ir supermercado, passei pelo cego e pedi duas canetas pretas, cada uma custava um real. Falei de uma maneira mais doce do que o natural, embora quisesse evitar.

Ele pegou a caneta e rabiscou atrás da embalagem da pilha. "São ótimas" - disse. Paguei com duas moedas de um real. "Que Deus te abençoe por toda vida", ele disse. Falei que desejava o mesmo. Um vendedor não fala assim, mas uma pessoa a quem ninguém dá a mínima atenção, fala . É muito digno vender pilhas e canetas, sentado, óculos e chapéu. Não quis se humilhar pedindo dinheiro. Muito amor.

Enquanto caminhava em direção às compras, ouvi o vendedor cego anunciando: "Caneta bic por 1 real! Vermelha, preta e azul."


21.05.12

"Não seja tão humilde. Você não está com essa bola toda."






O Diário de Edith, de Miss Highsmith é tão mal traduzido, que ontem a noite voltei para o Garcia-Roza (O céu de origamis) provisoriamente, e agora estou intercalando. Sonhei com o mar. Tenho sonhado muito com o mar, mas quando acordo o sonho está fora de foco e impossível de ser traduzido pelo consciente. Caderno de contas, revisão, Olavo globe-trotter. A gata dorme em cima da minha bolsa. Som de filmes violentos entram pela fresta da porta. Se alguém perguntar por mim, diga que estou offline.



Ontem de noite assisti a entrevista da Xuxa no Fantástico, na internet. Achei a apresentadora cínica e sem noção.


18.05.12



17.05.12
Estresse emocional. Esse é meu clube.



Estou com catapora ou alergia. Meu corpo está cheio de bolinhas. Acho que é alergia a um creme que usei anteontem. Fuén. Não sei o que é. Não tenho nenhum dos sintomas citados no site do Dráuzio Varella, o médico de família do Brasil.



Twitter / Demi Moore Depois de ser criticada pelos leitores por ainda estar usando sobrenome de casada (MrsKutcher); pedir que os seguidores respeitassem sua vontade; e depois sugestões para um novo nick, Demi Moore escolheu @justdemi.



16.05.12
Supermercado Fazer compra sem fome: pode. Fazer compras com fome: não pode. Comprei até mostarda com mel para incrementar sanduíches. Comprei tomilho pra fazer batatas ao murro amanhã. Saí de casa, chuvisquinho. Do supermercado: temporal. A calçada era piscina, minha rua de ladeira cachoeira. Deus proteja quem não tem abrigo. Calça de ginástica, tênis de ginástica, camiseta da Ledu e paletó tweed, com sacola de lona vermelha. Adoro a descombinação.
Tudo está dando certo, vasculhei os medos: estão todos ali. A moça escreveu, senti um grande ânimo. Sol e frio. Preciso ir ao supermercado hoje, não tem ovos, queijos, pão de forma. O básico. A mulher dos congelados deu bolo, e sinto falta de feijão. Poderia falar:

Ele derramou todo o conteúdo do uísque na pia. Via-se claramente que era falsificado. Depois apanhou com facilidade duas taças na prateleira do armário da cozinha, mais alta do que o normal. Abriu o vinho. Abraçou-a. [ficção]

Café da manhã: três bombons da Kopenhagen. F. me deu de presente por causa da caixa, de arame dourado. Linda demais. Coloquei os pés no riacho. Fazendo coluninha. Almocei queijo quente. O Diário de Edith é muito mal traduzido. Revisando meu livro, palavra por palavra. Lançamento do livro da Fal. Quem não for é mulher do padre.
Obra no apartamento de cima. Nunca morei em apartamento sem obra de cima. O Facebook é melhor do que o blog por dois motivos: comentário de-gente-que-existe em tempo real. 2) Eu poderia ter escrito apenas as duas primeiras frases, e tudo bem. Aqui não, precisa de mais coisas pra formar o post. Lendo (leia-se tentando ter concentração pra ler) Casa - pequena história de uma ideia. Comprei este livro de Witold Rybczynski, em 96, ano maravilhoso na minha vida (Ver em Diário de uma bipolar: comitê e surfista). Amanheci em 97 no fundo do poço, e durou muito tempo. Mas vamos falar de coisas boas:


14.05.12
A impressão que eu tenho é que todo mundo está se divertindo. Menos eu.




                                                             Kate Moss & Lucian Freud




No final da tarde vou tomar um chope do C.G. para relaxar. Ia escrever outras coisas, mas estou com preguiça. Sou o contrário da Madonna, desfocada, sonhadora, e adiadora de coisas.


A coleira do cão

Hoje passei um sufoco. Agradeço muitíssimo a Deus. Por não ter acontecido nada, por eu ter mudado de itinerário. Subi com o Xerife a Eurico Cruz, e virei na Maria Angélica, lá em cima. Silêncio absoluto, barulhinhos agradavéis, serrote ao longe, passarinhos. Mal viramos a rua, perto da esquina, portanto, fui abaixar para pegar o "jornal" - uma coisa que nunca se deve fazer, aprendi agora: não pode ficar no nível do cachorro, porque afrouxa o peitoral. E eu fiquei. E a coleira saiu. Vocês podem imaginar, mas só quem passou sabe como é.

Xerife é criança, cheio de energia. Pelo curto, parece que usa gomalina. Escorregadio. Sem noção do perigo. Atração por carros em movimento. Carros que sobem, carros que descem, o tempo inteiro, mão dupla .

Xerife sem coleira e louco pra escapar, eu ajoelhada, agarrada no pescoço dele, implorando pra ele deixar eu colocar a peitoral, e ele querendo se mandar. Comecei a ficar desesperada. Sabe pesadelo, filme de terror?

Ninguém passava, só mulheres arrumadas para ir trabalhar, não tinha como pedir ajuda. Sabe o que eu fiz? Comecei a falar alto (gritar, porque não tinha uma viva alma, não conseguia ver, estava ajoelhada): "Por favor, alguém pode me ajudar?" Nada. Xerife dando impulsos, escorregadio. Durou uns quinze minutos, mas que pareceram duas horas. Quinze muitos ou mais. A. achou 15 minutos tempo bastante para um sofrimento. "Alguém pode me ajudar, por favor?". Nada. Não via ninguém. Ajoelhada, machuquei o osso do joelho, voltei mancando.

Sei que sou dramática, mas a história também é, poxa.

Bom, teve uma hora que que Xerife acatou minhas súplicas, ficou com pena, e consegui colocar a coleira-peitoral. Mas não consegui enfiar a patinha em um dos lados, a patinha dele ficou presa. Ele começou a ganir como um louco. Ele é muito mimado, ele deveria estar chorando o dobro da dor. Se a pessoa esbarra nele sem querer, ele chora. Super mimado, principalmente pela avó. Eu, no caso.

De repente aparece uma senhora com três sacolas de supermercado. Eu falei: "Meu ajuda, por favor??". Ela disse que sim, mas continuou com as sacolas nos braços, e falou que ele não ia fugir não. Ramram. Então apareceu um homem. Um dos últimos héteros. Um morador da rua, provavelmente. Trazia um tamborim nas mãos, embora não combinasse com ele. 


Nessa área aqui mora muito músico. "Por favor, me ajuda!". Ele me deixou segura, botou moral no Xerife, colocou a coleira, e disse que compreendia como eu estava me sentindo, teve um cachorro que foi atropelado. Disse também que a coleira era excelente (A Catarina me deu de presente ontem), mas estava grande nele. Agora tem Labrador e dois vira-latas, que agora são pianinhos, ele aprendeu a educar num programa a cabo, sobre cachorros, apresentado por um mexicano (sic).
Cheguei em casa aos prantos. Muita adrenalina.


Chama-se Anjo Eventual.

Apaguei porque post grande é chato.


05.05.12


Perdida Durango


Só se fala da lua. Está linda, grande, muito branca e nítida, quase dá pra ver São Jorge. Fui passear com o Xerife, quase rolou torcicolo. Esse blog não tem mais comentários, os comentários são no Facebook. O corretor de textos é o melhor amigo do disléxico. Engraçado que agora evoluíram e sabem mais do que eu. Ele sublinha até quando você escreve errado nome de artista. O taxista tentou me explicar o que era GPS. Bóio com essa história de satélite.





Almoço na Fiorentina, o restaurante de maior responsa do Rio de Janeiro. Uma reunião de amigos que trabalharam juntos na Promoções da TV Globo. Foi muito bom. Foi uma delícia. Cada um contava uma história, nem todos eram da mesma época, mas ficamos amigos instantaneamente, carioca é assim. Cada história ótima "Lembra daquela vez que o Fulano ficou distribuindo dinheiro no corretor da emissora em troca de 200 baseados?". Friozinho de vinte graus. No outro dia o motorista que não deu boa tarde, só abriu a boca para atender o celular: "O prazo termina quando eu chegar em casa.", foi a única coisa que disse. Fiquei com medinho. MC ponderou "Deve ser entrega de geladeira, essas coisas". Carminha me deixa assim.



04.05.12



                             Trajeto para Copa. Quem se importa com sinal fechado?







Café da manhã com o compositor, compromissos, esperando respostas e me preparando para vencer minha guerra particular.


Ontem fiz festivalzinho Stanley Kubrick no Facebook, porque fiquei assistindo a um documentário ótimo sobre o cineasta. Shelley Duvall, atriz de O iluminado, ficou traumatizadíssima. Comeu o pão que o diabo amassou nas mãos do Kubrick. Não que ele fosse um daqueles diretores cruéis, mas era perfeccionista. 

O diretor mais legal é o Woody Allen, porque ela pega o ator, entrega o personagem e deixa a pessoa a vontade. Os atores ficam soltos. Madonna, que tem necessidade de ser rigorosamente dirigida, ficou totalmente insegura, e houve um disse-me-disse que o diretor teria cortado muitas cenas dela. Motivo: trabalha muito mal. Isso nós sabemos, é a grande frustração da mulher mais poderosa do planeta. Ele nega. Vou falar muito da Madonna porque acabei de ler duas biografias dela. A não-autorizada é melhor, a gente sabe que 90% daquilo é verdade. Ela é uma espécie de trator perverso.


marina w., o retorno. Gosto do formato do novo facebook, que eu criticava antes. Facebook é mais vibrante que blog. Lá faço uma revistinha, aqui é mais íntimo. É um diário. Mais privê, mesmo porque fora a Isabela Campói (L), quem vem aqui? Leitor de fé, uma vez em três dias. Se vou a um blog e vejo que está as traças, com exceção do que blog cito mais abaixo, abandono. Quando eu acompanhava blogs, porque não gosto de blog, apenas gosto (necessito) de escrever. Comecei indo aos blogs que conhecia, eram poucos. Eram ótimos. Depois comecei a fazer uma ronda às sextas em vários. Montes. Faz tempo. Hoje em dia não vou. Quando gosto muito de um blog, quanto o da minha best friend forever. (uc), fico decepcionada, ela parou em fevereiro. (4c). Daí de vez em quando eu vou porque adoro, é o mais chique de todos. Por um motivo: é cool por ser despretensioso.

Sei que ninguém merece a palavra cool. Mas é que pra mim essa palavra engloba muitas coisas. É o mais elegante.


Por causa do twitter e do Facebook, muitos blogueiros abandonaram o blog de vez.


Vou escrever um pouco aqui, saudade.





Embora pareça, não abandonei o blog não. É que estou ligadinha no Facebook, passa lá. Já volto.


01.05.12
Muito divertida a biografia não-autorizada da Madonna, de Christopher Andersen. Antes de dormir li até a parte onde a cantora dá um Akita para agradar o furioso Sean Penn, embora tivesse aversão (sic) a cachorro. Então sonhei que ela detestava cachorros, gatos, mas adorava ratos. E também andava pensativa, de um lado pro outro, com um vestido coberto de pedras de esmeralda.





Antonio, o amor da Fal



Olha! Tava vendo uma matéria no Yahoo sobre as mais mal vestidas, hohoho, e qdo abri o FB estava lá - Atividades recentes: Marina leu matéria sobre celebridades mais mal vestidas. Como eles sabem? Fiquei atordoada. Daqui a pouco vão escrever Marina foi tomar banho. Big Brother is Watching You! Socorro.


                                          Paparazzi

Marília Gabriela & Reynaldo Gianecchini