Caetano Veloso- Elegia 1938 (Carlos Drummond de Andrade)



Não consigo parar de ouvir.