31.10.02




Algumas palavras duras, /em voz mansa, te golpearam. /Nunca, nunca cicatrizaram./ Mas, e o humour?



O maravilhoso mundo de Caras

"A mansão é perfeita para Camily (9 meses). Ela tem sua própria suíte, um closet com 65 vestidos para o dia-a-dia, e mais 45 para passear, 25 agasalhos, 30 pijamas, 50 pares de tênis, outros 40 de sapato. Isso só aqui na Bahia, fora o guarda-roupa de São Paulo". Carla Perez






Ela me chamou para me contar um segredo. Sim, já tinha tido um amor, um homem generoso, educado, um príncipe. Contou das viagens que fizeram juntos à Europa e a Nova York. Dos presentes. “Tudo que eu tenho de mais belo foi ele que me deu”. Ela era uma lolita, ele tinha 36. Contou detalhes – escondendo intimidades maiores - enquanto eu ajudava a pendurar as roupas da máquina no varal. Lamentou não ter ao menos uma foto dele, uma carta. Almoçamos juntas, enquanto ela saboreava um amor de cinqüenta anos atrás. Por que foi perdê-lo, trocá-lo por outro, seu oposto? Ela me perguntava, aflita. Eu disse: pelo menos você pode viver esse amor. Porque não havia mais nada que eu pudesse dizer.




25.10.02
Celeste, enquanto tirava minha sobrancelha:"Quero que o Lula ganhe mas vou votar no Serra, por que se o Lula fizer um governo ruim eu não vou ter na-da a ver com isso, sacou?"



23.10.02
Noblat sai. Roriz comemora.




22.10.02
Homens Estudando com a Clarinha para o vestibular, fico sabendo que durante a Guerra do Paraguai, 95% dos paraguaios morreram. Os 5% restantes eram idosos e crianças. Nunca tinha pensado nisso?






Deus dos delicados,
não me abandone nessa guerra insana.
Minha máquina de ser beira a pane
enquanto o veludo da voz de Billie lambe
as paredes do lusco-fusco.
Abençoe, Senhor, tudo que dói em nós,
indispensável.
As tardes despenteadas em Grumari,
as lágrimas do homem que me amou e nunca disse,
o negro agonizante sob o sol narcísico de Ipanema,
as crianças que tão cedo me deixaram farta de lágrimas e leite,
o eco esquivo de Frederico, sinais de musgo.
Abençoe as escarpas da minha vida
enquanto desenterro estas palavras -
o carmim destas palavras com as lascas afiadas da dor.
Sonho piscinas, atraída pelas labaredas.
Preciso dormir bem dentro das suas asas enormes, pai.

Ledusha



"Ah, minha boa educação de berço. Que cruz!" (Carmen da Silva)



17.10.02
Ontem eu fui ao lançamento do celular Tim, na Marina da Glória. Muvuca e calor. Festa estranha com gente esquisita. Depois teve um show do Cidade Negra, que foi bem legal mas que teria sido melhor se fosse um pouco mais curto. Eu tenho um limite para ficar em pé, quando estou de salto.



"Já nem sabem quem eu sou” Paul Newman, ator, que aos 77 anos diz não ser reconhecido ao andar pelas ruas



"Fazer política é namorar homem" Rubem Braga

Lula faz acordos com Garotinho. Serra telefona para Enéas. Pra fazer política é preciso ter estômago.


11.10.02
"Queremos acabar ainda com as restrições à instalação de novos templos nos centros urbanos" Bispo Manoel Ferreira

Só nos resta pedir a Deus que poupe o Leblon 1 e o Leblon 2.





09.10.02
"A grande obra de Otto Lara Rezende é a conversa. Deviam por um taquígrafo atrás dele e vender suas anotações em uma loja de frases" Nelson Rodrigues


Correspondência eletrônica

Assunto: Gabriela

(...)
Fazia viagens interessantes para outros estados, em São Jorge dos Ilhéus, uma tarde quente quando chegava de Itabuna, fui tomar uma cerveja geladinha no Vesúvio, do seu Nacib, marido da Gabriela. Ele já havia morrido, mas ela, juraram para mim, era aquela senhora gorda atrás do balcão. Realmente ela tinha cheiro de cravo e cor de canela.

Carlos Duek 

(sua experiência como livreiro / trecho)



É mole?

Os ladrões de Cali, na Colômbia, anunciaram uma greve geral para esse domingo 6. Serão 24 horas sem roubar ninguém. Motivo da paralisação: protestar contra a corrupção dos políticos e os crimes de colarinho-branco que assolam o país. “Estamos cansados de ser roubados”, declarou o assessor de imprensa dos ladrões, José Nieto. A polícia, é claro, não vai reprimir os grevistas. Isto É.



08.10.02
• Herdeira de uma fortuna de US$ 50 milhões, Caroline Kennedy, vai começar a trabalhar. A filha mais velha de John F. Kennedy e Jackie O. dará expediente três vezes por semana em um comitê que arrecada fundos para as escolas públicas de Nova York. Sua tarefa será convencer os empresários a fazer doações. Seu salário, simbólico, será de US$ 1. Isto é



Deu no JB, que Iris, a filhinha de 2 anos do ator Jude Law, foi a uma festinha infantil na boate Soho House Club, em Londres, e ingeriu metade de um ecstasy que encontrou no chão. Submetida a uma lavagem estomacal, a menininha passa bem :)



Mais de um milhão e meio de Enéas no Brasil. Cuidado, seu vizinho pode ser um deles.


Parabéns, Mercadante. O senador mais votado da História do Brasil! :)

O que o Rio ganhou: Biscaia e Denise Frossard: uma dupla da pesada :)

Quer ver a coisa mais patética do ano? Abra a revista Isto É/ Dinheiro, página 66.

"Tenho muita dificuldade de votar no Lula nas condições atuais, em função dessa direitização do PT. Já coloquei minhas condições. Lula, para receber nosso apoio, tem que se livrar dessas alianças de direita".

Garotinho, o político do atraso, cercado de conservadores por todos os lados. O mais reacionário de todos, fala de direitização. Ele é a favor até da virgindade!

Ahahaha. A gente tem que rir pra não chorar.




Eleições no Rio Pelo menos o Eurico Miranda foi detonado; o casal funk, Rômulo e Verônica Costa, dançaram, e muita gente que já estava fazendo hora extra na política, como Roberto Medina, Vivaldo Barbosa, Átila Nunes, Márcio Fortes etc, não obtiveram os votos necessários para continuar.



Pratinha pede para avisar que o fw que anda circulando por aí, chamado Iniciando o dia com Mario Prata, cheio de paisagens do por-do-sol e golfinhos saltitantes, ilustrando frases sobre o amor, a paixão, o medo etc, atribuídas a ele, na verdade são definições da escritora Adriana Falcão. Coisas da internet.



07.10.02



O Rio na contra-mão da história


Vergonha de ser carioca.

Maluf dançou, Quércia dançou, Mestrinho dançou, Newton Cardoso idem. Até o Collor se deu mal. Mas o Rio optou pelo populismo, o atraso e o jeca.




06.10.02
Eleições Minha zona fez jus ao nome. Ficamos duas horas e meia na fila e as máquinas (todas) quebraram várias vezes. Havia só um técnico para todas as zonas eleitorais de São Conrado, então você pode imaginar a demora. Muito bem. De repente, entra a cantora Simone, de banho tomado, cabelo molhado e perfumada, com uma credencial de fiscal do PSDB. Simplesmente ela furou a fila e entrou direto para votar. Foi impedida de fazê-lo por um eleitor; outro, meteu o dedo na sua cara, dizendo que pagava impostos da mesma maneira que ela. Simone saiu de lá furiosa e debaixo de vaias. Que tal?




05.10.02
Já fez sua colinha?

04.10.02


Casa onde Rimbaud nasceu.




Dialética

É claro que a vida é boa
E a alegria única e indizível emoção
É claro que te acho linda
E em ti bem digo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz
Mas, acontece que sou triste.

Vinícius de Moraes




"O problema não é inventar. É ser inventado hora após hora e nunca ficar pronta nossa edição convincente." Carlos Drummond de Andrade

Hoje é dia do poeta.





Hoje fiz mil coisas na rua e na volta resolvi entrar na igreja que fica em frente à minha rua. Estava vazia, com exceção de um guarda municipal, sentado do outro lado e bem mais na frente que eu. Dois homens e um rapazinho decoravam a igreja para um casamento, com copos-de-leite e flores amarelas.

Tentei me concentrar mas não podia, não conseguia deixar de pensar o que um bom cronista faria com aquilo que eu estava vendo: o molequinho de jeans, tênis e camisa do flamengo escalava o altar como se estivesse subindo um muro pra pegar uma pipa. Subia e descia, entre os candelabros e as imagens sagradas, para arrumar as flores no seu ponto mais alto.

Mas o que mais me impressionava era a fé do guarda municipal. Ele estava imóvel, os braços esticados sobre o encosto e a cabeça respeitosamente inclinada pra frente. Não se movia. Não conseguia parar de olhá-lo e invejei seu poder de concentração e sua fé. Depois de muito tempo, ele olhou o relógio e voltou à mesma posição. Imaginei que fosse seu horário de almoço e chorei, choro muito com as coisas singelas. Choro por qualquer coisa e estava chorando por ver aquele senhor, ali, entregue aos seus pensamentos.

Quis saber se ele estava com problemas, triste, agradecendo ou pedindo por alguém da família que estaria padecendo de alguma dor. Assim, de costas, não sei por quê ele me lembrava um personagem de Lawrence Block. Fiquei totalmente tomada pela fé daquele homem e foi difícil me concentrar em outra coisa. Simplesmente não conseguia sair dali.

Quando resolvi ir pra casa, fui andando em direção ao altar, com a intenção de ver o seu rosto. Foi então que percebi que ele estava batendo cabeça, como os operários que voltam de ônibus para a casa, tarde da noite. Ele estava aproveitando o horário de almoço para dormir.





Madonna-vacilona, entrou pra lista negra do PETA porque se posicionou a favor da caça. Fãs decepcionados.




             
 Salve São Francisco de Assis!




03.10.02

M. M. Bakhtin, o crítico russo e teórico da literatura, durante a invasão alemã da Rússia, na Segunda Guerra Mundial, fumou o único exemplar de um dos seus manuscritos, um vasto estudo sobre a ficção alemã que levara anos para escrever. Uma a uma, tomava as páginas do seu manuscrito e usava o papel para enrolar seus cigarros, todo dia fumando uma parte do livro, até que a obra inteira se foi.

(Trecho da novela O Quarto Escuro, de Paul Auster, parte do livro A Trilogia de Nova York)

No outro dia escrevi que ia ler meu primeiro livro de Auster. Comecei pelo último texto e logo de cara saquei que já tinha lido aquilo. Tinha lido mas não lembrava mais do desenrolar da história. Tive que ler tudo de novo. Minha memória é uma coisa)




01.10.02






Não há nada mais gostoso no mundo do que se sentir alegre.