31.8.13
A árvore da vida - Klimt



Caderno de sonhos  Entro no elevador e fico num canto, para não ficar em contato com uma certa mulher. Acho uma cachorrinha Setter e seus filhotinhos encolhidos no elevador. Me dizem que é da vizinha. Bato na porta, ela diz que colocou os cachorros no elevador por causa do frio. Sei que é mentira. Uns rapazes me mostram um jornal onde está escrito que quando a mulher se separar vai matar a Setter. Digo a eles que podemos impedir, pois o futuro ainda não chegou. Sangue escorre pelas minhas pernas.





{O sangue fica por conta das várias cenas da Danielle W. na novela das oito} 








O dia seguinte, Munch, 1886.





2:20 Tarde, noite e madrugada customizando Cadernos de cinema. Overdose. Fui tomar ar com o Xerife. A rua ferve, muita festa, muita gente bebendo nos bares. Eu deveria estar cantando Jane e Herondy com o Dani, na Festa Cafona no Karaokê da Marina Rama. Mas ficar sozinha me cai tão bem. Pilha de livros. Parece que fumei um maço e meio de Malboro, sendo que eu nem fumo mais. Acho que vou sonhar com a Marilyn Monroe. Com a Brigitte Bardot. Todo o elenco de Hollywood. Preciso de dez mil copos de água. Minha cabeça tá girando de tantas entrevistas que eu ouvi no Utube. Até Programa do Frota, que eu nem sabia que existia. Não me julguem. Vou cair dura. Mimimi. #CadernodeCinema





A árvore da vida - Klimt



Fazendo livros pra entregar segunda. Já vi todas as entrevistas do planeta, no Utube, pra me distrair enquanto escrevo, corto e colo. Agora fui no globo.com catar alguma coisa. Dez e meia da noite encontrei algo ao vivo. Mas até agora tá difícil de aguentar, estou só na base do mute #criançaesperança

Thiaguinho. Mute.
Tudo, tudo, menos Renato Aragão!!!!!! Mute.
Uma dupla que não conheço. Mute.
Luan Santana? Vocês estão de sacanagem, né?
Esse programa é pra pessoa pagar todos os pecados.


Fui, Criança.


31.8.13



Bling ring é como The Edukators, só que ao contrário. Passado em Los Angeles, o filme mostra uma gangue de adolescentes da geração facebook & iphone, que assalta residências de celebridades, mais por fetiche do que propriamente pelo valor das coisas. Como a história é real, baseada em uma matéria da Vanity Fair, a gente tem que engolir o fato de as portas estarem  sempre abertas quando seus donos viajam - não existem empregados em nenhuma delas. Mas jura que a Paris Hilton vai pra festa e deixa a chave debaixo do capacho? 

Bling ring é o oposto do filme alemão, onde dois rapazes e uma garota invadem casas vazias de milionários como forma de manifestação política. No dois filmes existe uma traição. No filme americano a traição é de se esperar, em The Edukators é um baque. 

Passei o tempo inteiro achando que a Emma Watson fosse a Kristen Stewart. A cena final não causa o impacto que Sofia imaginou. 

(No entanto, a cena do tribunal é interessante porque quebra expectativas.)

O filme não me surpreendeu, nem me decepcionou. Entrei no cinema para ver exatamente o que vi. 


(a coleção de sapatos da foto é parte do closet de Paris Hilton)




Viu o trailer, viu tudo.











Grandes figuras da humanidade: Golias

Adorava jazz, conheceu Frank Sinatra, quando o cantor esteve no Brasil. Não sabia inglês mas cantava todas as músicas de Cole Porter.
Só usava sapatos novos. Depois jogava fora.
Só andava de táxi, apesar de saber dirigir. Teve um único carro na vida, um jeep.
Não falava palavrão e era moralista.
Tinha o mesmo círculo de amigos há quarenta anos.
Costumava dar gorjetas gordas, tipo 100 reais.
Só andava com notas novas, esticadas e dobradas. Moedas só as bem limpas.
Gostava do Fasano e outros restaurantes bons. Mas tb curtia restaurantes na beira da estrada.
Tinha mesmo todos aqueles tiques.
Comia com talher de sobremesa.
Era especialista em vinhos.
Na sua cobertura em Serra Negra só tinha uma roda de carro de boi na cozinha (servia como mesa), um tronco na sala (sofá) e um telefone. Não tinha cama.
No seu apartamento em SP só tinha uma cama de casal, um fogão e uma geladeira.
Gostava de café com água mineral. Forte e sem açúcar.
Costumava comprar 40 cartelas da Telesena e distribuir para garçons, motoristas de táxi e seguranças.
Financeiramente era bem de vida.
Não usava carteira, relógio, nem celular. Costumava levar suas coisas, cigarros e tudo mais numa sacolinha de supermercado.
Um vez sua mulher se apaixonou por um vestido numa vitrine. No dia seguinte ele deu à ela doze idênticos.
Teve seu primeiro emprego aos 27 anos. Antes morava em barracões.
Não gostava de boxe e chuveiro. Prefiria que a água saisse pelo cano.

Vou te dizer, eu adoro pessoas originais e é a coisa mais difícil de se encontrar. Bipolar, né? Doze vestidos iguais não têm erro. Golias era Rei e único. Sem cópias.

(Fonte revista Contigo)


post repetido/foto revista trip





30.8.13

Ensaio para o show dos 70 anos do Edu Lobo / via Hugo Sukman











Quinta Bar Brasil, chope, bolinho de bacalhau, presente lindo, amigos, paz de espírito.







Vejo novelas dependendo do autor. Vou ao cinema dependendo do diretor. Amora Mautner conseguiu subverter a ordem e pretendo assistir Joia rara.








28.8.13



Twitter
@rapha_rge “Prefiro médicos cubanos do que engenheiros do Hawaii.” (via Eidia)






27.8.13






Caderno de sonhos  Os pais de uma amiga me acusaram de subversão. Policiais me levam para um lugar provisório, onde outras mulheres na mesma situação que eu, tinham transformado numa espécie de lar. O pai da minha amiga aparece e diz: "Isso foi coisa da Diva. Se você for aos Estados Unidos, pode trazer uma calça americana pra mim". Agora estou indo para o lugar desconhecido, um antigo namorado está ao meu lado me dando apoio. É uma mistura de dois namorados que tive. Fico com medo de haver tortura. De repente me dou conta de que nada daquilo é real, e estou tendo um pesadelo, mas não tenho como provar a ele. 

Acordo às 7 da manhã, mas sei linkar o sonho. Vou sonhando, acordando, voltando a sonhar, até às dez. 

No caminho, um barbeiro espeta três agulhas nos olhos do Xerife. Fico furiosa. Depois, ele está sem coleira (e sem as agulhas), e não consigo colocá-lo no colo. Descubro que uma amiga está casada com o Javier Bardem. Pergunto se é Bárdem ou Bardém. Ela conta que foi o Fernando Gabeira que o apresentou à ela. Peço pra que me diga alguma particularidade do ator pra eu colocar no blog. Ela diz que ele não gosta de meia-horas, só de horas inteiras, especialmente 9. E que antes vomitava todos os dias às 9 e meia da noite.

Depois eu vejo o mar, de um azul impossível, e mergulho.







Comecei a assobiar. F. assobiou de volta no quarto, eu na sala, assobiamos, e acabo lembrando de uma história muito linda. Waldo César, pai da Ana Cristina, costumava usar um tipo de assobio quando chegava no portão da sua namorada e futura mulher Maria Luiza. 

Fade out.

Ditadura militar, Waldo desaparecido, Mariazinha lutando para encontrá-lo, vai até o presídio - com seu advogado, suponho, posso imaginar a cena, que é passada do lado de fora do prédio cinza, ela insistindo, certa de que ele estava lá, e os militares negando. Quando Mariazinha, triste, está indo embora, ouve o assobio do marido, vindo de uma daquelas janelinhas. 


Puro cinema.














Segundo Michael Caine, ele nunca disse nada sobre a saúde de Sean Connery. 



26.8.13

Fiquei muito triste com essa notícia.








Antes do tratamento, free, a representante da La Prairie colocou um pouco do esfoliante no dorso da minha mão. Ficou coberta de farelinhos de diamante. Lembrei da Oriana Fallaci, quando seu vizinho astronauta lhe deu um pouco de pó da lua, e a jornalista se frustrou porque queria um pedaço da lua. Um pedaço, e não poeira.

Mas o homem foi à lua? Meu tio não acreditava. Era espantoso, quase ignorante, ele tão inteligente - como pode?

Hoje é admissível. Não acredito que homem foi à lua. Porque os russos foram primeiro. Porque foi sempre no Governo Nixon. Porque, dizem, a colocação das sombras etc não estão corretas, não sei como é esse lance.

Os astronautas americanos enlouqueceram depois. Meu irmão dizia que não suportaram o impacto. Já meu filho tem umas explicações bem legais pra essa loucura. Mais plausíveis. Mais a cara dos Estados Unidos. E parece, não sei ao certo, que existe uma nuvem nuclear entre a Terra e a Lua que impede essa aproximação. Uma coisa assim. 

O homem nunca foi à lua, mas se o astronauta me desse um pouco do pó prateado ("Purpurina comprada na esquina"), eu nem sei.



25.8.13


 Sempre preferi deixar dezenas de mulheres esperançosas do que uma desiludida.

Mario Quintana, perguntado porque não se casou.





Carlos Cruz-Diez - 2007 / Op art






O filósofo Mário Sérgio Cortella pensou em um epitáfio para seu túmulo, mas leu que Mario Quintana já tinha escrito a frase que gostaria de ter no dele: Eu não estou aqui. 

"Fiquei triste. Agora só me restará botar no meu: Nem eu."

Hoho.





25.8.13



Sábado longo e agitado. Quando cheguei em casa fui passear com o Xerife. Pozinho de pedras de construção na ladeira, meu sapato propício, levei um tombão, joelho do sangrando, bandeide líquido arde como o mertiolate de antigamente. Joelho de criança de 7 anos, que aceito como troféu. A vítima do tombo. Olhem, o tombo que tomei. O tombo. Comida japonesa etc. Sábado onde tudo se encaixou. Torta pecã quentinha, beijo na Josi, Maria me oferece de presente um tratamento de 4 dias. Digo que tenho preguiça. Ela tenta me convencer, marca suíça feita de diamantes. Diamantes. Digo que sim. A deslumbrada por continentes. Nunca diga a palavra diamante para uma mulher. 





atores
















tuíter


ashton kutcher ‏@aplusk 
I dont like to b*tch on here but does anyone else feel like all they do all day is charge sh*t? #batteriesnotincluded 



Demi Moore ‏@justdemi  Thank goodness I do! RT @thettk: So true...am surprised ppl didn't get this RT  remember.....you've got your 









A morte talvez seja o último orgasmo.


Ou o primeiro, né.




23.8.13

Hoje comi três fatias de bolo. Acho romântico ter sido comprado numa fábrica de bolos. Mudei os móveis de lugar. Lua bola e bege. Deixei a cozinha bem limpa; reguei as plantas; assisti parte de Clear History - estou economizando. Felicidade para mim é estarmos todos juntos sob o mesmo teto. O silêncio delicioso das sextas.





Abaixa a crista.








(via Thiago Monteiro)

Não curto muito foto fofura. Mas.







Tuíte @bobagento  
não acessei o instagram, alguém sabe dizer se o sol se pôs hoje?







(via rita alves)













Fãs pedem ao Obama para Ben Affleck não fazer o papel de Batman.





                                                 
                                                 Paparazzi
                                                 Audrey Tautou






~ Rio 40 gra
us
Cidade 
mara
vilha
Purga
rio da bel
eza
E do ca
os ~




julie christie






Será que alguém ainda tem alguma dúvida de que vivemos em Matrix?





magritte








Travar uma luta com o papel filme e perder. Quem curte?





22.8.13

Redes sociais Ando tão cansada de todos esses assuntos.

david hockney







op art







Quando a diarista não concorda com a nossa decoração.










david hockney



Adorava piadas. Depois que começou o stand up, perdi a paciência para piada. Ainda gosto de algumas imitações, mas de Adnet pra cima. Na verdade não existe "pra cima", porque ninguém imita melhor do que ele. Mesmo assim já estou no limite.

Rir é uma das coisas que mais gosto de fazer, está lá no topo. Mas a oferta de humor é TANTA que enjoei. Tomei tremendo enjoo. 

Acho que já assisti tanto vídeo de humor no Utube (por isso os livros de cinema estão rabiscadíssimos, às vezes não presto atenção no que estou fazendo.), que cansei mesmo. Prefiro rir com amigos no bar. Bem mais legal.






Causando desde 1980.







Fui comprar um bule super pequeno. Entrei na loja J. Fernandes, na rua Humaitá, custava 159 reais. Fiquei passada.

- 159??
- É que é inox.
E?

Daí fui na Penselar, quase ao lado, onde o bule, da mesma marca e tamanho, custava 49 reais.

#ficaadica





(Casa entre vértebras - via Déa Paulino)



21.8.13



Já posso me retirar da internet.


:)










Fazendo anotações em três Cadernos de Cinema, que foram encomendados. Um monte de rabiscos. Não sei mais escrever à mão!











Sei que nada presta, comida estragada, trabalho escravo ou infantil. é comum. Mas do momento que fico sabendo, o produto morre pra mim, e nunca mais compro: Heinz, Arezzo, Zara, Ades, Nike, carne moída no Zona Sul - apesar de achar que em casos como este o supermercado deveria ficar fechado por três anos. 

(Acabei de jogar fora um Ketchup fechado)











20.8.13



Ontem estava assistindo a entrevista da Vanusa na Marília Gabriela, enquanto terminava de customizar uns Cadernos de cinema. Ela falou sobre a depressão que sentiu quando acabou de ver o vídeo que caiu na rede, onde ela cantava o Hino Nacional com uma letra inventada na hora. Quem pegou a fita na câmara dos legisladores, guardou e publicou no dia 7 de setembro. Talvez ele quisesse fazer uma brincadeira sem maiores intenções, e não tenha se dado conta da crueldade que estaria cometendo. A cantora não conseguiu ver o vídeo de uma vez só, e toda hora precisava dar pausa. Se sentiu humilhada, não sem razão. Eu mesma publiquei o link, porque gosto de registrar o que está acontecendo. Mas não me isento. Por que fazemos isso? Por que gostamos de expor às pessoas ao ridículo? Acho que é pra dizer: pelo menos um papel desses eu não faço.



18.8.13


Domingo Hoje a Heloísa Périssé me maquiou.

Ela estava no cabeleireiro, sentada na cadeira ao lado. Depois de uma escova rápida, começou a se maquiar, ficou tão bonita e foi tão incrivelmente rápida que me impressionou. Cílios postíços, olhos esfumaçados, tudo. Ela está fazendo uma peça no Shopping da Gávea e, por isso, apressada. "Que lindo, e como você é rápida!". "A gente aprende a se virar", disse. "Eu nem sou boa, você precisa ver a Monica Martelli". Daí veio passar base da Lâncome em mim, para mostrar o quanto o produto era bom. Era.

As frases dos biscoitinhos da sorte andavam péssimas - sendo que, para minha frustração, no outro dia nem tinha papelzinho dentro - mas hoje veio a calhar: "Tudo o que está recomeçando merece cuidado e suavidade para que o retorno venha a florescer."



Já tinha decidido zerar minha vida hoje, para recomeçá-la amanhã. 

Ela é feita em capítulos. Gosto. É como caderno novo em primeiro dia de aula. 




kandinsky







muita coisa pode acontecer entre o cálice e o lábio. (peladas de alexandria, poeta do séc. IV)







Eduardo Paes deu uma entrevista pra dizer que está fazendo todo tipo de contato para chegar ao Woody Allen. Quer porque quer que seu próximo filme sobre cidades seja ambientado no Rio de Janeiro. E que banca 100%. 


Quem não quer ver o cineasta circulando por aqui, na cidade mais linda de todas? Quero muito. 


O grande equívoco é que o prefeito confunde a cidade geograficamente linda, com seu governo. Ele se aproveita da beleza do Rio como se tivesse alguma coisa a ver com ela. Eduardo Paes, não esqueça de dizer a ele para não filmar as pedras portuguesas da Gávea, as calçadas estão completamente esburacadas e cheias de poças.

Faça tudo para ele se restringir às praias: meninos de skate, bicicletas, garotas de biquíni, as barracas coloridas. Que vá ao Parque Jardim Botânico, e à Pista Claudio Coutinho. Não esqueça que ele não pode ir de jeito nenhum à Madureira, para não mostrar o descaso da prefeitura. Melhor: não permita que ele vá ao subúrbio. Mas deixe que ele mostre a garotada da Zona Sul dançando na pista da pacificada Santa Marta. Para o mundo ver como o morro e o asfalto são uma coisa só. 

Prefeito, entenda: o senhor não é os coqueiros da praia de Ipanema; o calçadão de Copacabana; o mar de surfistas lado a lado esperando a onda certa; o senhor não é o cara que vende Mate Leão. Não é o bondinho, o Cristo, os Dois Irmãos, a vista do alto da Rocinha, os barquinhos da praia do Flamengo. 


Eduardo Paes, o senhor não nos representa









Série espelhos / do meu banheiro: limpo



18.8.13



Excepcionalmente, hoje não tem post. Amanhã o blog volta à programação normal (:







via Pandora Mazzarello


17.8.13

Sexta Charada, do Hitchcock; pipoca de chocolate; edredon; pijama listadinho azul, verde, rosa, laranja e branco; perfume de fórmulas secretas. A lua no céu é redonda. Eu estou aqui. Você está aí. A vida às vezes é assim. 







Toda essa confusão em torno da mídia NINJA, que é um dos braços do Fora do Eixo, me deixou sem saber o que pensar.  Adoro a mídia NINJA, mas a proposta do FdE é meio vaga e incompreensível. Esse basset já se posicionou.







Bolos de casamento

                                               
                                                  Rainha Elizabeth

                                             Diana: 27 bolos

                                                 Kate








Resolvo fazer batatas ao murro para o almoço. Preciso de alecrim. Não vou comprar um punhado de se só quero um cabinho. Segredo de roubar apenas um ramo: Vá lá e pegue, na frente de todo mundo, inclusive dos funcionários. 

No caixa, não esconda o cabinho de alecrim. Ninguém vai dizer nada. Afinal, ladrão que rouba ladrão... 

Mas, suponhamos que algum funcionário veja vc arrancando, e venha falar com vc que não pode. Diga o seguinte: "Ah! Foi um funcionário que disse que eu podia pegar". Se ele perguntar quem foi, diga que você prefere não dizer.

Mas ninguém vai falar nada. Pegue o galhinho e pronto.




15.8.13







Hoje eu estava de vestido semi-transparente (pernas) de ficar em casa, mas o frio fez com que colocasse por cima uma camisa xadrez. E meias. Daí tocou o interfone. F. ia dar uma entrevista para a tevê. Fui para o quarto ler e escrever em caderno. Até aí tudo bem. Só que chegou uma hora que eu já estava louca pra dar o fora. Então quando senti que estava o maior silêncio, saí. Em seguida ouvi vozes, e vi pelo olho mágico da cozinha que eles estavam voltando. Não podia aparecer daquele jeito. Fui pro quarto de empregada, e esperei.  A conversa não terminava nunca. Agora o cinegrafista falava sobre gêmeos bivitelinos. A gata começou a miar querendo comida. Coloquei pra dentro. Vi Xerife entrando na cozinha para comer a comida dela. Não podia fazer nada. Parece que fiquei horas ali; devo ter ficado meia hora. Larry, Larry.


wm





essa novela é tão antiquada que termina com alguém sendo surpreendido e dizendo: "Você??" ‪#‎viveravida‬








                               Paparazzi

                                
Chico (via Beth Salgueiro)








14.8.13





Preta Gil. Metida em polêmica que nem causou.




Conheci alguns comunistas de uma vez só: cinco. Pontos em comum: adoram sobrenomes e debocham de quem separa lixo reciclável. Mas reciclar lixo não ajuda os catadores? Contradições.







Outro assunto, embora tenha a ver com planeta: vocês viram que 78 mil americanos compraram passagem pra Marte só de ida?






GS504 -   É lá que eu quero morar.







Fui me levar ao cinema, Tese de um homicídio, é ótimo. Todos os filmes argentinos são com o Darín? Ou ele só faz filmes bons? Depois comemos batatinhas fritas. Entrei na lojinha e de cara vi uma camiseta escrito Le it be. Fiquei triste. Isso depende muito de como seu humor está, porque também poderia ficar bem alegre. 





13.8.13





(link via vera Martins)








Gostaria de ser mais ousada na vida. Em todos os pontos.


12.8.13







O livro Só consigo escrever posts em tempo real, até o Diário foi assim.  Esse negócio de passar do word pra cá, não rola. Escrevo, publico, reviso, publico, reviso. Me acostumei. Quando são longos, preciso publicar várias vezes para revisar. Então resolvi escrever o livro aqui, para meu inconsciente pensar que é um post. Mas ele não é burro, e já sacou. Escrevo mal, numa linguagem entre o formal e o informal, o que torna o texto um horror. Na verdade eu sei que me falta: pressão para entregá-lo.




Tuítes

@LitaRee_real 
Nunca fazer mágica d baralho c/ quem jogamos poker.








@DAVID_LYNCH 
#begonetaliban







‏@johncusack 
That's right 


@MattewPerry - avatar






(via humor de coisa séria)




11.8.13

Não esqueçam que amanhã, a partir das 3 e meia da manhã, tem chuva de meteoros. 






Domingo no Joá, risoto de bacalhau, goiabada de Minas. Histórias mirabolantes: quando a realidade é muito mais incrível do que a ficção. 






meu pai de terno, fazendo uma matéria na praia.



pai-mãe


Feliz dia dos pais adotivos (:



É muito bom quando você tem filhos com o cara com quem vc gostaria de ter.














Não bebo água porque não nunca sinto sede. Sinto vontade de beber Coca-Cola.






11.8.13

A cereja do bolo

Por inbox, peço pra Ledusha me contar outra vez a história do autógrafo do máximo dos máximos. 


oi querida. a foto é essa. a I. Lemos, minha amiga, q vc conheceu (amiga da Meryl Streep, lembra?), fez alguns filmes com ele (assistente de figurino) e num desses pediu para ele autografar a foto para mim. ela conta q ele concordou de imediato, mas ficou um tempão pensando no q escrever; olhava pra ela e pra foto, pra foto e pra ela, até q redigiu essa dedicatória lacônica (Ledusha, Hello, Robert de Niro), mas q pra mim, é uma verdadeira obra prima. amoamoamo Bob, como é chamado pelos mais próximos. beijos







Pois bem. Uma amiga de uma amiga é assistente de figurino, em Hollywood. Só filme casca grossa, como As Horas, Minority report - todos top de bilheteria. Ela não gosta do trabalho, o que justifica o ditado Deus dá asas a quem não sabe voar. 


(Também conheço um cara que escrevia sobre cinema na Folha. Entrevistava muitos artistas em Los Angeles - que Sonia Braga chama de Los Diabos, mas um dia disse ao editor que preferia pedir demissão do que entrevistar Julia Roberts outra vez. No Caderno de cinema de marina w. tem detalhes sobre isso, tipo, nas coletivas, humilha os jornalistas. Uma delas deu à a ela um disco de MPB. Julia fez um escândalo "Você acha que vai me comprar com um cd?!?". Daí pra cima.) 


Voltemos à figurinista. Queria perguntar mais coisas, mas a moça tinha um compromisso, ia ficar poucos dias no Rio. Falou que Meryl Streep é a única normal. E tem o poder da invisibilidade. Fazem yoga juntas, e demorou a perceber. Mas um dia olhou pra frente e viu. Então Meryl Streep piscou, como quem diz "Não espalha". 


Eu achava que a Nicole Kidman e o Tom Cruise mantinham um casamento de fachada. Primeiro porque na minha cabeça ela era super ambiciosa; e também por ele por ter fama de gay. Mas a figurista contou que a (big) atriz o amava muito, e no set de As Horas, chorava de tristeza. Se separou porque não aguentou a religião do marido - por sinal, inventada por um desenhista de história em quadrinhos. Em Minority report, Tom Cruise se mostrou completamente alucinado. Colocava livros de cientologia nas mesas de cabeceira dos quartos de hotel de toda a equipe que trabalhava no filme, entre outras coisas mais loucas. 


Quando Kate Holmes se separou dele, revelou que tinha segurança até na porta do banheiro. Isso eu li. A figurinista também contou que em todos os filmes que atua, Mel Gibson manda fazer uma espécie de galpão com mesas de ping pong, pin ball, e todo tipo de diversão para os intervalos das filmagens. Não lembro se contou mais coisas #rivotril


(texto tão mal escrito, contou, falou, disse, figurinista -um monte de palavras repetidas, e vírgulas salpicadas ao Deus dará)






Caderno de sonhos  Estávamos num hospital. Ele conversava no térreo com o porteiro que contava histórias que denunciavam coisas, e ele se interessou muito em transformar tudo num filme. Eu estava perdida em outro andar. Uma mulher, com um bebê no colo, me pedia ajuda para alguma coisa, mas não me lembro o quê. Eu estava totalmente perdida, o celular não funcionava, fiquei angustiada porque não sabia onde ele, meu namorado no sonho, estava. Finalmente recebi uma ligação. Ele disse que, como não conseguiu me encontrar, já estava dentro do carro e ia embora. Até no sonho ele não me amava.






  Rio Reno na Alemanha, de Andreas Gursky. A foto mais cara do mundo. 
  via







Eu tive pai herói, que me salvou da morte duas vezes.


9.8.13

Joaquin





Sexta (...) A e eu fomos dar um beijo na Josi, da loja de cosméticos. Tinha um maquiador. Esses caras sabem deixar você linda, e pronta pra cair na armadilha. Mas hoje serviram prosecco. Bebi cinco taças. Fiquei muito louca. Comprei o produto que ele passou no meu rosto e, felizmente, não era caro. A. me convidou pra comer new hot filadélfia e torta pecã quentinha (A certeza de que Deus existe.) Estou com tanto sono, mas meia-noite tem novelinha de hoje no site da Globo. Helena mandou mensagem: está no camarim do Rei. Morri. Depois mostrou uma foto ao lado do Fred. Inveja mata? 




Sebastião Salgado (apesar de eu não gostar dele)




Vocês estão acompanhando o lance dos NINJA? Dá preguiça ler todos os depoimentos prolixos grau mil. Gravo nos favoritos. 
Babadão.





miró -  hirondelle amour







Achei meu blog de poesias no Google. Aonde eles guardam tantas coisas?



Adolescência

Morangos silvestres e bocejos.
(sem data)





Ilustração

Casal se beija. Mar por trás.
Ele, de quepe.
(1987)







Felicidade
é tomar café com o Junito, na cozinha.
Os deuses em volta.
(1989)





toque-me fica mais bonito em inglês
mas faltei a todas às aulas possíveis
perdi tempo e dinheiro
e nada além de kiss me baby
dito de modo canastrão
como quando bogart incendeia meu
coração nas reprises de tevê
por que sou tão jovem
mas já guardo meus mortos
sob forma de fotos enfileiradas
em caixinhas da papier
laços de fita enormes
marcando a doçura que
é ser mulher
apesar das lágrimas
que se gasta.
(1984)





Perdas e danos
Aonde foi parar o pulôver amarelo
que o meu amor usava
no inverno
& a camisa anistiada que ele usou
no inferno
daqueles dias?
(1980)



Últimas notícias


sábado  

Tootsie na tevê. Bebê escandaloso.Visitinha "cheese".Vômito na pia. Olhos bambos.Carta para Sampa.Vontade de produzir. Trailer do que está por vir. Ambições existenciais.

segunda   

A bela foi ver Nastassja na pele de um urso e disse que viria depois. Lília na tevê salva a pátria. Explique-me em bom português: as fantasias esvaziam a realidade ou vice-versa? Resumo minha vida assim: amei.(...) A playmate é burra, mas que pernas mereceu! Gravei fitas etiquetadas. Barulho de festa. Escondo o diário embaixo do colchão. Sumiu o he-man do Pan.

sexta    

joelhos quentes, mãos frias. O desejo escapou.

terça   

Richard Gere para mocinhas fogosas antes do almoço. Potenkim e Daubailó. Conversinhas com Édipo na sacada do shopping."Eu te amo"com os tubarões cercando. Boni aos gritos. Esperança de virar no segundo tempo.


(1987, para Ana C.)






Trecho
os hippies de Veneza
jogavam milho aos pombos
durante o sol
usavam chapéus e brincos
e vinham desse descobrimento chamado américa
o francês me oferecia mapas e refrigerantes e se dizia patrick,
quando eu já intuía
o romano pintava quadros reais de pessoas fictícias
e narrava o caminho das gôndolas
...........................................
você só queria um pouquinho do meu perfume pra guardar num vidrinho vazio.

(1981, para M.)



(Fotos de Mariana Newlands)





8.8.13

No consultório da minha ex e futura terapeuta tem uma área cheia de gaiolas. Acho tão contraditório.








Quem tem passarinhos em casa não gosta de animais. De fato, minha ex e futura terapeuta é indiferente a eles.




fim do último episódio.





Ellen DeGeneres ia ser a Phoebe. Mais curiosidades sobre Friends. (Via Denis Klein)







Tuíte

DeniseRossi ‏@DeniseRossi 
BERRAR É HUMANO








Marble Bead Amber Necklace     









Sinceramente, escrevo o blog por prazer. Verdade. Creio que os blogs estão mesmo em extinção e, os poucos que restarem, nunca mais serão lidos. É fato. Os vines  têm 7 segundos e breve esse será o limite máximo de concentração e tolerância de todos nós.

(Meu blog tinha milhares de acessos por dia. Agora deve ser frequentado por 12 pessoas. Mas eu, com toda sinceridade, não me incomodo. Gosto desse cantinho, silencioso, quieto e sem ruídos. E recebo com carinho as pessoas que vem aqui. Antes eu achava estranho, mas agora acho bacana. Estou sendo profundamente verdadeira.)








Suzana Herculano-Houzel / foto de Jorge Bispo para TPM



-----------------------------------------------------

Adriana e Sidney

A possibilidade de 1 surpresa em meio a 1 instituição. Nunca vou esquecer 1 coração a giz com os nomes de vocês escritos em vermelho. Não desapareçam.

Flora



Eu fazia corações no quadro negro e no vapor que cobria o box de vidro. Eu era tão romântica. Não passa? Não, não passa.

-------------------------------------------------------





latin lover










Gabo










O Thales é muito pior do que a Leila. Sem comparação #amoravida





As anotações de Francis Ford Coppola para o elenco de O Poderoso Chefão (via revista Bula)






------> Adoro!









Juliette Binoche, como Camille Claudel





Lendo as notícias no jornal, todas tão trágicas e amedrontadoras, me pergunto: Será que o mundo acabou em 2012 e fomos todos para o inferno? ‪#‎dramatica‬ ‪#‎copomaisvazio‬










Quem dera viver de escrever blog, onde as palavras deslizam sem dificuldade. No livro está sendo lenha. Tentando buscar assunto, para não deixar de escrever um dia sequer - não será por minha causa que os blogues vão morrer. Mas minha vida está morna e se resume nessa tortura que é escrever "a sério". 
                                    (pausa para buscar algum assunto na minha cabeça)



7.8.13





6.8.13




Vi a novela na televisão, debaixo do edredon - faz frio no Rio. Estava tonta de sono. Mas precisei passear com Xerife e meu sono passou. Tomei Rivotril - não porque eu queira, veja bem, mas por ordem médica. Não aconselho ninguém a tomar esse remédio, que faz com que às pessoas percam a memória. Isto dito pelo médico, não por mim, que só sentia os sintomas. Ontem precisei de um cep, coloquei o endereço no Google e fiquei olhando pra tela. O que eu tinha que escrever ao lado do endereço?  Cpf? Não. Senha? Não. Como era o nome daquilo? Fiquei um tempo maior do que o normal para me lembrar. O nome daquilo é cep. Só um exemplo, porque tenho muitos e muitos.


Estava deitada lendo Crime e Castigo (antes tarde do que nunca), depois passei pra Pacto Sinistro, depois voltei para Crime Castigo. Depois fui pegar uma coca. Voltei a apagar a luz, crente que estava abafando, dormir antes da meia-noite. Mas não. São duas da manhã e vim pra cá. Não para o Facebook - não estou processando tanta informação. Acho que ninguém. Fui ver Mad men, mas não entrei no clima, seria muito repetitivo dizer que não consigo viver sem Larry?


Há muito tempo não vejo um novelão. Agora está numa fase boa, se você entender que aquilo é um novelão, no sentido negativo da palavra. Se fosse Avenida Brasil eu diria novelona. O texto ruim, a direção burocrática, a Elizabeth S. falando mil tons acima do tolerável. A surpresa de alguns personagens com a revelação de Félix é gay. "Pensei que fosse só o jeito dele". Tá boa? Hoje ele disse: "Sou tão pintosa assim?". E fez todo o sentido pra mim, porque tenho um amigo que saiu do armário e sua vida mudou pra melhor. Ele tinha uma namorada, para surpresa de todos que conviviam com ele. Um dia me contou que não tinha a menor ideia de que era exageradamente afetado. Não se via assim. Achei curioso.

Suzana Vieira pedindo cumplicidade à secretária do marido. Ora, a moça usa  roupas impróprias no trabalho, decotões, é bonita e gostosa, e a Pilar pede que ela ajude a descobrir quem é a amante do marido. Venhamos e convenhamos.

A Muricy, tadinha, cercada de chatos. Deixou de ser aquela mulher exuberante que roubava nos jogos de buraco para ser um nada. E a Carolina K. - que castigo foi esse que fez com que ela virasse uma personagem que fica apenas cozinhando atrás do balcão? A Daniela W., que tem pinta de tudo menos de médica - vocês lembram que eu escrevi que ela parece que a qualquer momento vai roubar o marido de alguém? Pois então. Agarrou o marido do melhor amigo. Graças a Deus o chato de drads desapareceu. O mesmo deveria acontecer com o M. Salvador e a Paola de Oliveira. Mas estou ligada.

A melhor coisa do mundo é acompanhar a novela da sua própria vida. Líder de audiência. Mas nem sempre é assim. Como agora.

No entanto, foi mesmo incrível como um pequeno gesto - tirar a internet do quarto - fez tanta diferença pra mim. Parece pouco, mas não é. A sala ganhou vida. Meu quarto fica fechado e quando entro sinto uma onda de silêncio e, posso dizer, de felicidade. Um pequeno passo para outros que virão, maiores. produtivos - estou nessa vibe. Acho que usar vibe já era. Mas tudo bem.







para frauit









Morrer é spoiler? (Michel Melamed)












Domingo de noite o motorista contou que pegou uma noiva fugindo do altar, não sabia para onde ir, ficaram zanzando, foram parar em Rio das Ostras, uma história doida demais ("Jura?" - perguntei. "Um motorista de táxi disse que vocês mentem muito".) Ele jurou,  mas a história merecia mais tempo, já estava chegando em casa, contou alopradamente para dar tempo; um dia ela ligou, e ele disse "Me diz a igreja que você está pra eu passar bem longe!". (risos) Hoje são amigos. "A história seria mais legal se no final vocês se casassem. Ela já estava até vestida!". "Não queira o meu mal" - falou. Tive que saltar por iss



Como me sinto quando quero impressionar alguém.






6.8.13



                                       saudade





Madrugada Estava deitada, e umas 3 e pouco da manhã comecei a pensar na possibilidade de colocar minha escrivaninha na sala. Peguei a fita métrica para medir os móveis. Como sou ansiosa, levantei por volta das quatro, levei a mesa de centro- que na verdade é lateral, para o meu quarto, e trouxe a escrivaninha pra sala (ia dizer pra cá). Não foi um dos trabalhos mais fáceis, a escrivaninha não passava pela porta, e foi difícil recolocar sozinha o vidro na mesa. Não sei como não acordei ninguém. A decoração ficou comprometida, já que a cadeira de balanço se restringiu a um pequeníssimo espaço.

Conectei o computador - sempre que eu acho que não sei fazer alguma coisa, penso "E se eu não tivesse ninguém pra fazer por mim?". E dá certo. Podia esperar F. acordar, mas gosto de fazer logo tudo de uma vez. Daqui eu vejo as montanhas e o céu, quando antes ficava voltada para a parede. Meu quarto ficou silenciosísíssimo. Porque, embora sem som, as redes sociais fazem ruído, sempre que desligo a internet sinto a delícia do silêncio. Estou muito feliz, adoro mudar móveis de lugar. Vou para o quarto quando quero ler, venho pra sala quando quero escrever. Hoje produzi bem mais do que nos outros dias. Blablablá.

~revisar ~



4.8.13

Chega de americano.










"Acho esquisito mostrá-lo em minha casa. Acho que libera uma energia estranha." Jennifer Lawrence, justificando porque mandou seu Oscar pra casa da mãe.








Xerife :)







No oitavo dia Deus criou o new hot filadélfia do Origami.











No dia que a Rocinha desceu para se juntar aos manifestantes ‪#‎OcupaCabral‬, alguém chegou perto do repórter NINJA que estava fazendo a cobertura e disse: "O Globo quer entrevistar vocês". No meio do tumulto, pode-se dizer histórico, o rapaz respondeu "Pede pra eles mandarem email", em seguida a mesma pessoa falou "Eles querem falar agora". O rapaz respondeu "Demorô" e continuou a trabalhar.

Estou lendo a matéria de página inteira do jornal, e é irônica e, acredito, cheia de inverdades. De uma delas sou testemunha. Eu assisto os vídeos na Pos_TV, não só do Rio, e o jornalista escreveu, entre outras coisas, que muitas vezes, em vez de apenas relatar o que está acontecendo, eles provocam a notícia. Não é verdade. Eles apenas relatam, e quando se intrometem é para (delicadamente) acalmar os ânimos de um ou outro manifestante exaltado.

Talvez por não ter sido concedida na hora que eles queriam, ou por se tratar de mídia alternativa, o jornalista parece querer queimar a imagem do grupo que nos dá a possibilidade de assistir o que realmente está acontecendo na cidade, sem manipulações ou cortes. É uma matéria do contra, que será comprada pelo leitor que desconhece o trabalho do NINJA na internet.







Barbara Stanwyck & Robert Ryan - Clash by Night (Fritz Lang, 1952)






3.8.13

Caetano dirigindo, Bethânia ao seu lado. Ela pergunta.

- Você sabe como Fernando Pessoa chamava a lua?
- Ele não chamava de lua não? Caetano ri muito, implicante.
- Chamava. Mas em alguns momentos ele chamava de outro jeito.
- E qual era?
- Nossa Senhora do Silêncio.

(Do dvd  Pedrinha de Aruanda, dirigido por Andrucha W.)








Hoje duas pessoas em lugares diferentes me disseram que eu pareço a Waldirene. Me surpreendi demais. Como não sou parecida fisicamente com a Tatá Werneck, só posso pensar que as pessoas me veem como pi pi ri pipi piradinha.






*infelizmente esqueci de que tumblr retirei a ilustração.




espelhos  Casa de Helena Limpíssimo. O mais limpo de todos os limpos.






minha vida está um pouco empacada. e o relógio marca.








Pine Trees - Hasegawa Tohaku (1539-1610)







2.8.13

Tuíter



@JerrySeinfeld
New Seiny Gig Update: Always lovable Ricky Gervais and myself shooting today in City Island, NY









via









incrível como o walcyr carrasco é sutil. Só que não. #amoravida









sp








Ontem fiquei até tarde assistindo a pos_TV. O morro desceu pro asfalto e foi bonito. "O encontro com o #ForaCabral está sendo muito emocionante" - disse o repórter NINJA. Abro parênteses para dizer que amo esses meninos paulistas. Os manifestantes ficaram em frente ao prédio do Sérgio Cabral, no posto 12 da Delfim Moreira, gritando palavras de ordem. A PM estava com cassetetes de madeira. A tag #Desce Rocinha mudou para #ocupaCabral depois que eles chegaram ao Leblon. Os black bloc ficaram na paz, e os moradores da Rocinha deram depoimentos emocionantes e lúcidos. Até a hora que eu vi, houve apenas um incidente. Um idiota  que estava num bar tacou cerveja na cara de um dos manifestantes e saiu correndo. Mas o melhor foi a expulsão da equipe do CQC. Todos, menos o repórter NINJA, pureza, que apenas narra os fatos e entrevista pessoas, gritavam "Fora! Fora!" e rapidamente eles se mandaram. Pressão psicológica. Depois voltaram vitimizados. Algumas crianças nunca tinham ido ao Leblon. Foi lindo de ver.

~revisar tudo ~


Notícia triste e revoltante.






1.8.13

CEDAE COBRA POR UM SERVIÇO QUE NÃO PRESTA.

(O Globo)

Ahahahahaha. Essa vai para o Maurício Menezes.