Talvez fosse o certo a ser dito: o homem dulcíssimo morreu. Setenta e três é muito pouco. Desfalque no planeta. Nunca mais aos domingos. Querido Ubaldo. Querido demais.




















17.7.14












Garry Winogrand











    
  


















Feriado na minha casa.






16.7.14



Estás junto a mim com esses pés nus metidos nas sandálias
E por entre o perfume da madeira nua da varanda
Distingo o perfume do teu cabelo: assim agora
O sinuoso relâmpago cai do céu.
*
D. H. Lawrence, A varanda, trad. João almeida Flor
via Ledusha S.





















Mãe: a arte de falar sozinha.








É zero legal o Jamie Oliver vir aqui e chamar brigadeiro e quindim de "shit".

























Anotações irregulares no cesto em 2012 O inverno chegou. Jantamos só a entrada. Ano da serpente. O país está pegando fogo, Zé. Antes vi show do Félix, claro. Correspondência em cima do balcão. Separo uns livros bem legais. Os juros do banco quase chegam a dez por cento. Desisto das notícias. A televisão desligada. Meus olhos ardem. Conto à Angela O. notícia bombástica: o bebê e eu. Pra ela, nada disso interessa, só preciso inspirar e expirar. Nenhuma notícia vinda da tevê. Silêncio não é para amadores. Nada disso interessa, só preciso inspirar e expirar. Jantamos só a entrada. Peço as lentes de contato por telefone. Antes vi show do Félix, claro. Conto a Angela O. notícia bombástica: o país está pegando fogo . A televisão desligada. Os juros do banco quase chegam a dez por cento. Desisto das notícias. Correspondência em cima do balcão. O silêncio chegou. Meus olhos ardem. O inverno não é para amadores, Zé.






Shirana Shahbazi - Diver, 2011 -  gelatin silver print on aluminum. 










Leticia Lengruber um amigo descobriu que essa eh uma dança típica da torcida que quer dizer apenas que os perdedores andam cabisbaixos e o vencedores de cabeça erguida. Eles dançam contra qq time, inclusive europeus como Holanda, Grécia, etc. Vejam lá na minha timeline. O vergonhoso eh o jornalista que, sem nenhuma pesquisa, sem nem perguntar pra um alemão o que a dança significa, escreveu o que quis. O que fica claro pra mim eh que temos que ter cuidado com o jornalismo de péssima qualidade. Ele sim pode disseminar ódio entre as pessoas.







E agora, seus revoltados?












Pela primeira vez, o Google convidou alguém de fora da sua equipe para fazer um doodle. A escolhida foi Julie Adore, que fez uma torre Eiffel em crochê. Ela precisava usar as cores da França para celebrar o 14 de julho.


 (Após matéria no Caderno Ela  - O Globo)













Sérgio Mamberti. Foto de Márcio Scavone


















































Lächerlich.







Não dá pra entrar no Facebook. As pessoas viraram o jogo. De fofos, os os jogadores alemães passaram a ser as piores pessoas do planeta. Eles, na minha opinião, quiseram mostrar o jogador argentino cabisbaixo. E comparar a autoestima dos dois times. Mas, quem achou que não foi isso, seria o caso de mostrar decepção, e não um ódio profundo como só o Facebook é capaz. Não creio que o time vencedor tenha se portado como os turistas argentinos, que se meteram em episódios lastimáveis e racistas no Rio de Janeiro. 

Leila Couceiro ---------- Na verdade não imitaram os gaúchos. Essa dança é o que os torcedores fazem no campeonato alemão para dizer que o time derrotado está cabisbaixo. Vi vários vídeos mostrando isso. A bola fora foi que eles não se tocaram que isso ia ser interpretado em outros países como imitação de macaco












Sobre Sophie Charlotte cantando Sua estupidez na minissérie O Rebu, Ancelmo Góis ficou maravilhado, apesar do "machismo" (use a inteligência uma vez só) da letra. Os jornalistas estão com medo de pisar na bola, da enxurrada de críticas que poderão gerar nas redes sociais. Mas no caso, é desnecessário. Ele não está dizendo que as mulheres são burras, não é nada disso.   











Como é esse lance de cultura, né. Na festa em Berlim, os jogadores imitaram os gaúchos ( como se referem aos argentinos) e fizeram fila com os braços estendidos e a mão no ombro do colega da frente, imitando os jogadores brasileiros entrando em campo. Uma brincadeira tão inocente - quase infantil - foi reprovadíssima pela imprensa alemã, que considerou um tremendo "gol contra".







15.7.14




spoiler O cadáver é a Bete Mendes #delay













Pablo Roversi











Texto tão bom que eu li até o final.




CRITICAR A DILMA NÃO SIGNIFICA APOIAR O AÉCIO, SER UM BRANCO DE ESTÁDIO DA COPA OU DESCONHECER QUE O COMANDO DA POLÍCIA MILITAR É DO GOVERNADOR

Ricardo Lisias


De vez em quando eu tenho a impressão que muitos petistas acham que são tão dignos e têm intenções tão elevadas que não lhes faz mal mergulhar em um mar de lama: depois eles voltam para casa, tomam um banho e a lama desaparece. É assim que muitos se comportam.

Enfim, o Brasil assiste nos últimos meses a seguidos golpes à liberdade democrática e aos princípios mais básicos do Direito, até chegar ao cúmulo de no último sábado ver presas muitas pessoas acusadas de talvez cometerem um crime no dia seguinte. Depois, a polícia no Rio de Janeiro espancou várias pessoas e sitiou uma manifestação. 

Tudo para a princípio garantir um torneio de futebol de grandes proporções que, sabemos, nunca esteve em risco. O fato verdadeiro é que as manifestações incomodam porque denunciam que o Brasil não vai assim tão bem. 

Entre os presos acusados de um crime que poderiam cometer estão um professor de cursinho comunitário e a coordenadora da pós-graduação em filosofia da UERJ. Entre os espancados, um documentarista canadense.

Muita gente reclamou da postura distante e blasé da presidente Dilma, e recebeu como resposta basicamente três argumentos:

a) Criticá-la é apoiar o Aécio ou o Campos. Não é, é praticar o exercício de questionar a autoridade e o poder. Ela é uma funcionária pública e portanto deve explicações a quem paga seu salário. Sem falar que esse raciocínio dá impulso à lógica do “mal menor”, que é a mesma do banho: a gente se enche de lama, mas tem a chance de se lavar de noite porque não somos o Aécio. Por fim, Dilma, Aécio e Campos não são os únicos candidatos...

b) Não é porque um bando de desmiolados berrou uns palavrões para a presidente que ela se tornou imaculada. Muito menos qualquer crítica a ela equivale a um palavrão de menino mimado que não aguenta ver gente de uma cor diferente da dele na universidade (que muitos confundem com Estádio do Maracanã). E outra coisa: melhorar o ensino superior e a capacidade de consumo da população não é água milagrosa de banho;

c) Dilma não dá ordens para a polícia militar, é outro argumento que pipocou por aí. Mas a “estratégia” de repressão partiu em primeiro lugar do ministério da justiça e foi repassada aos estados e encorajada pelo Palácio do Planalto. Se a repressão fosse desencorajada firmemente pelo poder federal, o poder estadual se sentiria acuado. 

Por fim, se estamos falando de política, cabe discutir os símbolos. Cobra-se de Dilma Roussef um posicionamento claro porque ela mesma foi uma vítima do estado de exceção. Aliás, quando convém, a presidente lembra o próprio passado, por exemplo quando um congressista ignorante falou uma besteira e para se defender ela falou para todo mundo ouvir que foi torturada. Muita gente acreditou que a dor da tortura pudesse despertar na presidente um respeito à dor dos outros – um imperativo ético, aliás. 

Ao contrário, para ela a tortura parece ter virado uma conveniência política, dessas que a pessoa tira da manga de vez em quando para responder aos adversários. Se sofreu na pele o estado de exceção, por que agora se cala? 


Ou Dilma Roussef condena claramente todo o estado de exceção que tomou conta do Brasil nas últimas semanas, apela pela liberdade dos presos políticos, pede que a justiça volte a observar a Constituição, e admite os erros da política de segurança que o Brasil assumiu, ou vai se condenar ao banho eterno para tirar a lama onde se meteu. Os criadores do AI 5 poderão lhe oferecer a toalha.







14.7.14



FB de Ariano Suassuna













seja sempre gentil com a sorte
pode ser que amanhã ou depois

ela volte

[arrudA]





Flamengo
:D





Nossos problemas a-ca-ba-ram.
:D





(foto Caroline Dalge)









:)

Via Angela Fatorelli









MIL VEZES O MARKETING DOS ALEMÃES DO QUE A ESPONTANEIDADE DOS ARGENTINOS.











13.7.14


FIM









Presos na Copa.






(Ambas as fotos via Vanessa Rodrigues)




















via Nadia Maia
Charmeeeeee.










Fica, Lukas.






















A taça numa mão e a cerveja na outra :)













Vitória linda, justa, limpa e emocionante. Parabéns, Alemanha!







Que saia justa, Leo Messi ganhar melhor jogador depois dessa (não) jogada.





Comportamento escr*oto da polícia do Rio de Janeiro. Que deveria ter como função proteger e ajudar as pessoas e em vez disso toca o terror, paralelamente à Copa. 








Alemães, melhores cases da Copa.











Parabéns, Harrison Ford



#72
Amor para a vida inteira















Se eles fossem tatuados. Via Ana Rita Diniz.








O que faltou no time do Brasil: homens feitos.
















12.7.14



L. Huck compara derrota do Brasil ao 11 de setembro. via










via Cecily









garotos x homens










Último lugar onde eu gostaria de estar hoje: BÚZIOS.






















Parabéns, Holanda. Sejamos justos, e não cínicos.










Alemães fizeram macumba na Bahia.
~REPASSEM ~










Agora é oficial: Aécio comprou a Copa.












                            

O melhor da Copa.











11.7.15


Anoitece. A garça dorme. A outra garça está imóvel sobre a pedra- sentirá solidão?