Felicidades




 #85













... and Brooke Shields




#50















FIM Recebo muitos emails sobre o Diário de uma Bipolar, que teve uma carreira muito curta, por causa da venda da editora NF, poucos meses depois do lançamento. As pessoas perguntam sempre sobre uma segunda edição. A Liane, que mora no Recife, tira Xerox e distribui para as pessoas que estão de cama, como um dia ela já esteve. É um gesto voluntário e lindo. Quanto a uma segunda edição ampliada e corrigida: não vai haver. Um beijo para todos. Se cuidem.









30.5.15






paparazzi

(Chato é ser caixa do Bradesco)








Matisse. France,1949





‏@oldpicsarchive  
Ingrid Bergman + Alfred Hitchcock, London, 1948. 




























Lauren Hutton




via cecily










via tina lopes
ahahahaha





















jackie o.





















































28.5.15




























todo um conceito 70's








Mas vamos mudar de assunto. Responda com sinceridade: você acha que o Michael Jackson come criancinhas? E Liz Taylor não foi ótima, dando uma força pra nega? Quem está no Rio é La Toya, biscatíssima, foi vaiada depois de fazer um show com play-back. (...) O Ritz foi assaltado num fim de noite e apavoraram meia dúzia de bichas ébrias que ainda tentavam caçar alguém. Eu não estava entre elas. A propósito, lembrei de uma coisa que o Vicente gostava de dizer: 'Sempre que houver mais de duas pessoas reunidas e falar-se no nome de Deus, eu estarei entre elas. Mas sempre com um decote bem profundo'. Vicente também dizia, citando acho que Marlene Dietrich: 'Segura o turbante, meu bem. E sente o ritmo'.

(Trecho da carta de Caio F. Abreu, para Gerd Hilger, setembro de 1993)

























bruno barreto















posts repetidos                                                           








26.02.05
Marina W.: Como ator, fico curiosa em saber quem você gostaria que ganhasse o Oscar nessa categoria. Você já tem seus preferidos? Pode contar?
José Wilker: Eu gostaria que Clint Eastwood ganhasse o prêmio de melhor ator este ano, mas se o prêmio for dado – e é provável- ao Jamie Foxx será muito bem dado.
Marina W.: Apesar de O Aviador não ser Taxi Driver, você acha que a Academia vai premiar Martin Scorsese para reparar o erro de ele jamais ter ganhado um Oscar?
José Wilker: É possível que O Aviador seja premiado. De fato, O Aviador não é nenhum Taxi Driver. Está a quilômetros abaixo do Taxi Driver. Mas também não sei se é exatamente um erro a Academia não ter premiado o Scorsese. A indicação dele por Gangs de Nova York é uma indicação absolutamente sem justificativa. O Gangs de Nova York é um filme medíocre.
Marina W.: Na sua opinião, qual foi a maior injustiça cometida pela Academia em todos esses anos de premiações?
José Wilker: Eu teria que consultar meus alfarrábios, mas uma que me vem de imediato foi a Academia ter preterido Fernanda Montenegro e dado o prêmio a Gwyneth Paltrow. Há inúmeros casos de injustiças.

(Caderno de Informática - O Globo)

















posts flashback
















Post de arquivo "O hino nacional brasileiro é um dos grandes legados do Brasil para a felicidade humana", diz o editorial do The Guardian. Segundo o jornal, o hino do Brasil é o mais divertido e musical de todo o mundo. "Ele expressa musicalmente o que Pelé e seus sucessores demonstram no campo de futebol".









Roberto D'Ávila foi a um jantar e sentou-se ao lado de Vera Fischer. Ao final, foi direto para a casa de Braga e contou: "Ela estava de vestido vermelho, esvoaçante, salto alto, cabelo preso em coque, com aqueles fios que caem pela nuca". Fez a descrição completa e possível de Vera Fischer. Rubem ouviu em silêncio. Então, disse: "Muito obrigado".


(...)  almoça com Dalton Trevisan, em Curitiba, de quem gostava muito. De volta ao Rio, comenta com os amigos que perguntavam se a conversa tinha sido animada: "Comemos em silêncio".



(Rubem Braga - Um cigano fazendeiro do ar, de Marco Antonio de Carvalho)



#bis
















27.5.15