Chegou outro sedex da Estante Virtual: Correspondência de Cabral com Bandeira e Drummond, da Flora Sussekind. Novo em folha e com plástico bolha. Na dúvida se saio de noite ou não. Calor dos diabos. Por falar em diabo, comprei caquis e, quando provei, era o próprio demo em forma de fruta. 


Charlotte Rampling com estola de peles, Lady Gaga - a monstra, desfilando com cara de mórbida para fazer pendant. Toda a coleção de inverno dos estilistas internacionais: causa perdida.










18.2.16



Giovanni Bianco










Quinta/picadinho/2h Fiz faxina de 11 da noite à uma da manhã. Não porque eu estava com muita energia - como no tempo da euforia - mas porque queria acordar amanhã com tudo limpíssimo. Chegaram três livros por Sedex. Dois da Claudia Letti (beijo, beijo), e um que comprei na Estante virtual: da Flora Sussekind sobre a Ana Cristina C. . Papa fina. Dor na lombar. Como não curto novela rural, vou assistir Laços de Família, no Muu. 

Queria ver o filme do Brad Pitt, segundo F. o melhor do Oscar, apesar de ele ter gostado também do filme dos padres. O resto, quando pergunto, ele coloca o dedo na garganta como quem vai vomitar. Mas a sessão é nove e vinte e essa hora estarei tomando uns drinques (*dúvida*)

O que mais? Preciso escrever posts porque vem aí a central de blogues. Os poemas amostra grátis da escritora são constrangedores. Encontrei a Gabrielinha no outro dia e ela me deu um unicórnio. Um cílio estava solto no seu rosto e fizemos aquela brincadeira de apertá-lo com o polegar e fazer um pedido. Fiz pedido concreto, que tem até domingo para acontecer - vou considerar o domingo, porque ninguém engole esse lance de ser o primeiro dia da semana. Até agora nada. Mesmo com a esperança gigante entrando pela janela. Fiz a massa com azeite e limão do Cafi e.., Deus! 

Outro dia eu estav




















Nize








Apareceu um IPTU misterioso de São Paulo, e vou gastar uma grana que não estava nos meus planos. Muito menos no meu bolso. Liguei pra Nize, contei, expliquei que não posso ficar com ela este mês e talvez até o meio de março. Ainda não sabia. Ela falou que ok. Saí do Pilates tinha msg de voz:

-  Não precisa a senhora se preocupar não, quita sua dívida e eu espero, quando for lá pra abril a gente continua. Tá bom?

Em seguida, outra:

- Não sabe que eu te amo?
























17.2.16






Gostar de animais é uma espécie de provação.












Pretendo me tornar vegana.


















é no singular mesmo.










Eu vou te mostrar lugares que ninguém conhece e, se quiser, as regiões perfeita do sonho.

e.e. cummings









Cauã Raymond é filho de uma psicanalista, e de um terapeuta reichiano. Ele faz análise há 20 anos.
Hoje em dia faz psicanálise lacaniana. 

(via Fãs da Psicanálise)























Marquei de chegar na na casa de C. às 9. Não marquem compromissos comigo de manhã porque não durmo. Quando durmo é pesadelo. Sonhei que não sabia que horas eram, ligava para C. pra perguntar, meu despertador tinha desaparecido. Na verdade, nunca ouvi o despertador tocar: sempre acordo cinco minutos antes. 




Os blogues vão voltar com força total. Ié.




Pintei o cabelo. Almocei na casa de C. Terminei o trabalho no escritório. Entreguei o livro. Vou começar um outro a quatro mãos. Ganhei sal cor-de-rosa. Voltei a pé com V. Comprei cerveja. A chuva voltou. 





Caindo de sono, mas tenho o maior bode de dormir de tarde, porque odeio aquela sensação:  entre dormir quase dormir e ficar acordado. A gente acha que não dormiu, mas não tem certeza. É péssimo. 











Netflix Retweeted @hhollerveger
É exatamente assim. Fico contando os dias pro FDS pra eu poder preencher umas tabelas em paz. 

@hhollerveger
sera que na netflix quando o chefe entra na sala os funcionários minimizam rapidinho a planilha do excel e continuam assistindo uma série


(via Angela F.)







16.2.16





Boa noite.









via













(Você sabe?) o sim, mundo
é provavelmente feito
de rosas & alô:
(de atélogos e, cinzas)


e.e. cummings















(...) Dia cheio. De noite fui ao Pilates, pelo Humaitá, quando, de repente, o céu desabou. A água das ruas chegavam quase ao joelho. Não se via o chão. Entrei na rua errada, voltei - aliás hoje só fiz voltar, ir e voltar, ir e voltar para os mesmos lugares - eu estava totalmente ensopada e, quando cheguei ao Pilates, falei: "Só vim pra dizer que não vim". Nem sequer podia deitar no met. "Não vou te deixar ficar no ar" - disse a professora, obviamente. "Será que eu não tenho uma camisa?" - se perguntou o coordenador.  Achei fofa a ideia tão maluca. Amanhã vou acordar cedo e passar o dia no escritório.

Quando fui tomar banho, um monte de galhinhos e folhas se espalharam mudos no chão do banheiro.








depois do fim do mundo










O médico disse que a pessoa deve tomar cinco gotas de própolis diariamente.  Ele é liberado pelo suor e afugenta o Aedes.




























15.2.16



(Denize me contou que no livro Nunca contei a ninguém, de Ellen Bass Louise Thornton  - com depoimentos de vítimas de abuso na infância -  um dos relatos é de uma menina que foi abusada pelo Kerouc dentro do carro dele. Fiquei de cara)




13.2.16






Este blog está virando uma folhinha de aniversários. E farta distribuição de links. Quem ainda tem paciência para abrir links? Eu não. A pessoa escreve Hahahahaha, ou qualquer outra coisa, e linka. Ignoro. Acabei meu livro faz tempo, mas sempre encontro uma desculpa para não despachá-lo. Preciso revisar. Preciso arranjar mais alguém. Preciso esperar os Zecas. Mas de segunda não passa.


Sobre o Oscar. Não assisti nada. Quer dizer, vi Trumbo. Achei maçante ao extremo. Um filme cheio de cartas marcadas. O rosto derrotado de Hedda Hopper no final, a obviedade do discurso quando sobem os créditos. Nem Wal, espetacular sempre, salva. Acho que O Regresso vai ganhar, e todos apostam no Leonardo DiCaprio, que ganhou o Globo de Ouro. Eu também. Se o Chris Rock entrar no palco vestido de urso é batata.

Pronto escrevi um post. Ruim, mas um post.







Parabéns, Alex!




#46











12.2.16







29 celebridades dramatizam a música de Justin Bieber. Essa é velha. De ontem.





11.2.16









Jack alista-se na Marinha, mas é dispensado por razões psiquiátricas. Em seu primeiro romance The Town and the City, publicado em 50,  usa o nick John Kerouac. No ano seguinte, movido a café e benzedrina, inspirado pelo jazz, começa a escrever compulsivamente. Em três semanas a primeira versão de On the Road está pronta, e rejeitada por vários editores. Em 54 descobre o budismo e o haikai. On the road é lançado em 57, com muitas alterações exigidas pela editora. Depois de dois casamentos, em 65 se casa com uma amiga de infância. Morre em 69, com 47 anos, de cirrose hepática. Decadente, alcoólatra e com menos de 20 dólares no banco. Escreveu vinte livros de prosa, 18 de ensaios, cartas, e  mais de 500 poemas.

(Era gato)

(consulta: vários sites)

~revisar~



@oldpicsarchive












Tóia e o bebê de Rosemary.










12.2.16



Parabéns, Rachel!



#47















9.2.16
Sobre a tranquilidade da alma e sobre o ócio Nize veio pra cá agora de noite, pra dormir, estava por perto, trabalha aqui amanhã. Estou muito bem escrevendo e, quando olho, Nize está no sofá, em frente ao ventilador, lendo Sêneca.

- Você estava lendo filosofia, Nize?
- Estou gostando, é bom. Ensina sobre a vida, né?

E voltou ao livro, prosseguindo a leitura com um ar sério.












- Nize, teu marido é super educado!
- Educado pra Zona Sul. Comigo não.

:D






Olha o Tim Burton na Avenida aí gente

via









É muito deselegante, como diria a apresentadora do telejornal, não responder emails. Mas, de agora em diante, só responderei as mensagens de pessoas que conheço pessoalmente. Por motivos de força maior. Agradeço a compreensão. Beijos.






8.2.16