Carlito Azevedo
2 h  ·

Obrigado, Augusto de Campos, por esse poema eterno!


----------------


Nunca um poema caiu tão bem.