Notícias de MC


Para lá de Marrakesh adicionou 7 novas fotos — em Usambara Mountains



O funcionário da empresa de ônibus foi bem claro: nosso ônibus sairia cedo, às 5h30, em direção às montanhas Usambara. Perfeito!
Antes de dormir, como de praxe, checamos o bilhete para o dia seguinte, só para confirmarmos que estava tudo certo. Mas levamos um susto. O bilhete dizia que o ônibus sairia às 11h30!
Turistas passam por isso a todo momento no país. Alguns perdem o ônibus, outros têm sorte.


O que muitos não sabem é que na Tanzânia eles usam um tempo diferente do nosso, o Swahili Time. Funciona assim: o dia começa com o nascer do sol, às 6h, e termina com o pôr do sol, às 18h. Isso significa que 12h são 18h, 15h são 9h e assim por diante. O problema é que às vezes os tanzanianos usam Swahili Time quando falam com turistas, mas às vezes usam o English Time, como chamam nosso horário. Para evitar confusão, é preciso sempre perguntar!


Tendo percebido a tempo, chegamos às montanhas sem problemas. Armamos nossa barraca bem na encosta de uma delas, acima das nuvens, com uma paisagem espetacular, com direito a vista para o Kilimanjaro e tudo.

Estávamos felizes porque havíamos passado uns dias numa fazenda em Lushoto e depois de muitos meses no continente, finalmente havíamos encontrado um queijo artesanal (normalmente os queijos que vendem por aqui são aqueles processados). Ele era caro, mas valia cada centavo. Comemos um pedaço pequeno e guardamos o resto para o dia seguinte. Acordamos felizes para o café da manhã. Mas o que não esperávamos é que um “bush baby”, um animal pequeno, parecido com lêmure, comesse (quase) tudo. Ele abriu a tenda e a sacola, que estava fechada. Ali também havia pão, manteiga e mamão. Mas ele escolheu o queijo.


Quando comentamos com os funcionários do hostel, eles morreram de rir. “This is Africa!”, disse um deles.
Pois é! Dessas coisas que só acontecem por aqui.