A pessoa tem que saber usar o Facebook ou é tragado por ele, indo parar num poço profundo de chorume e mimimi. Eu são sei. Minha vida fica prejudicada. Deixo de fazer coisas porque quero saber tudo que está acontecendo no mundo e lá, realmente, dá pra ter uma visão geral dos acontecimentos do dia. Estou desativando outra vez. Responderei à máquina que é uma "decisão temporária" - como sempre. Tenho um nome falso (melhor dizendo, meu nome verdadeiro), onde minha timeline é só minha família. E por lá vou continuar entrando para acompanhar a viagem da minha filha, os vídeos do meu filho, os posts do Carlito Azevedo, Mídia Ninja, Ensinando o povo de humanas a fazer miçangas, e algumas outras páginas que eu curto. Então é isso. Não muda nada, só meu estresse que diminui.