Fiquei imensamente triste ao saber da morte de Carrie Fischer. Assisti o primeiro Star Wars com a minha mãe, que adorava filmes espaciais - eu não*. Boio, simplesmente não entendo nada. Mas eu tinha um carinho muito grande pela atriz. Quando ainda não tinha sido diagnosticada, lia e relia o livro que ela escreveu chamado Postais do Abismo que, assim como Redoma de vidro, da Sylvia Plath, é uma biografia disfarçada de ficção.





Que ela descanse  em paz.


#parasempreprincesaleia




*A não ser Gravidade, que gosto demais. 2001 vi muito jovem, não lembro bem, e preciso rever com certa urgência.