12417







Vocês sabem que eu não minto pra vocês. Pois o que vou contar é um fato, no mínimo, bizarro. Quando eu e minhas amigas éramos pré-adolescentes, gostávamos de fazer "a brincadeira do copo".


Os espíritas que me perdoem, mas precisávamos saber se o menino que a gente gostava também gostava da gente. Porém um dia, provavelmente com o repertório esgotado, resolvemos perguntar quem matou John Kennedy. Era uma pergunta muito comum, que intriga todo mundo até hoje.


O copo começou a ir atrás das letras tão rapidamente que tivemos que levantar da cadeira para acompanhar seu ritmo, tentando não tirar o dedo de cima dele. A ordem das letras formou uma palavra: Onassis. Apesar de espantadas, não demos muito valor aquilo.


Pois ontem eu estava lendo na Vogue - só leio Vogue mesmo, porque amiga me mada sacolas dessa revista para minhas colagens - uma matéria sobre a biografia do armador grego, chamada Nêmesis - Onassis, Jackie O e o triângulo amoroso que derrubou os Kennedy. O autor já ganhou o Pulitzer etc.


A ideia partiu de uma conversa que ele teve com Christina, a única herdeira de Onassis. Ela teria lhe contado que o pai pagou US$ 1,2 milhão ao um terrorista do grupo Setembro Negro para que ele não derrubasse os aviões de sua companhia. Segundo Christina, parte do dinheiro foi usada para financiar a morte de Bob Kennedy, que Onassis conheceu em 1953, e foi ódio à primeira vista.  Tempo depois, Onassis convidou a primeira-dama e sua irmã, Lee - com quem ele mantinha um affair, para um cruzeiro nas ilhas gregas.

Meses depois John Kennedy foi assassinado, e Jackie começou um romance com Bob -  estavam um a fim do outro há muito tempo. A continuação da história não sei, pois a outra parte da matéria foi, ao que tudo indica, picotada.


Mas pensem comigo.
.