Uma publicação compartilhada por LEONARDO NAHVA (@leonardonahva) em











O RASTRO
Minhas amizades com um, dois, talvez três
homens por quem alguma vez senti
o mais selvagem, mais doloroso desejo,
ainda preservam, em sua perene metamorfose,
alguma fragrância daqueles tempos,
como uma caixinha onde alguma vez
foram guardadas as folhas de uma erva exótica,
erva de propriedades variadas, úteis, perigosas,
há tempos consumida.
[Porra, Denise Levertov!]



----










Porra,@CarlitoAzevedo!