11817












via







O sábio

O gato está comendo as rosas:
ele é assim.
Não o faça parar, não o faça
o mundo girando,
é assim que as coisas são.
O três de maio
foi encoberto; o quatro de maio
ninguém sabe. Espalhe
o miolo da rosa, espalhe os pedaços
lá fora na chuva.
Ele nunca come
todos os fragmentos, diz
que os corações são amargos.
Este é o jeito dele, ele conhece
o universo e o clima.

denise levertov / trad. andré caramuru aubert.