Agora ela está subindo, e quase no teto. Quero que ela saia da casa, mas é provável que vá para trás de algum quadro. Parou. Estava quase no teto, mas parou. Não sei porque param. Dormem, meditam, estão dando um tempo? As coisas mais estranhas acontecem nessa casa.


Ah, no outro dia: fui pegar um ônibus.
- Passa na Praça Saens Pena?
- Passa.
E nada de chegar, um lugar tão perto.
- Não vai para a Praça Saens Pena?
- Bangu.


Oe? Método português: "Passar, passa". Mas não agora.